Que descentralização?

A confusão gerada pela utilização abusiva da palavra "descentralização" é deveras deprimente... como se descentralizar fosse, apenas, uma simples delegação ou trespasse de competências. E pretender que esse acto seja factor de união é, ainda, mais caricato, sobretudo quando apresentado como remédio para a divisão que a "maldita regionalização" iria causar ao país.

Por isso, os defensores deste modelo de descentralização, inconsequente e assente numa pseudo «nova organização do território» , verdadeiramente o que pretendem, é ver a regionalização, enterrada, definitivamente.

Uma atitude incoerente e que demonstra bem que temem, afinal, e tão só, a própria descentralização!... por isso criaram entidades subservientes ao poder central, sem autonomia administrativa e financeira real, e principalmente, sem legitimidade política de intervenção.

Resta-nos esperar que o PS, juntamente com os outros partidos, tenham coragem política suficiente e retomem esta discussão, sem tabus.

Comentários

cidadão comum disse…
falar é fácil fazer é difícil e eles só falam.
Caro cidadão comum,

Como diz o outro... "eles falam, falam, mas não os vejo a fazer nada".

Obrigado pela visita. Volte mais vezes.

Cumprimentos,

Antonio Felizes
.
Junto os meus aos votos de António Felizes.