Amorim Pereira remete criação regiões para 2009

O presidente do Conselho de Jurisdição Nacional do PSD, Amorim Pereira, manifestou-se contra um referendo sobre a regionalização, defendendo que a criação das regiões administrativas deve ser prioridade para o governo do PSD que sair das legislativas de 2009.

«O PSD vai ganhar as eleições em 2009 e eu entendo que a concretização da regionalização deve ser a primeira medida do programa de governo», afirmou Amorim Pereira numa entrevista ao programa Primeiro Plano, do Porto Canal, que será emitida domingo à noite.

Na entrevista, a que a Lusa teve hoje acesso, o presidente do CJN do PSD considera a «o momento político, o momento oportuno (para avançar com a regionalização) é esse, depois de ganhar as eleições legislativas».

Na perspectiva de Amorim Pereira, que se afirma «nada a favor de referendos», não existem actualmente condições para que PS e PSD cheguem a um entendimento que permita realizar a alteração constitucional que permita evitar a realização de um referendo.

«Acho que o tempo que se avizinha vai ser de confronto e, por isso, não haverá serenidade. Eu acredito na democracia representativa, não sou nada a favor de referendos, mas acho que não há tempo até às eleições legislativas (para alcançar um acordo para a alteração constitucional)«, afirmou.

Amorim Pereira considerou, no entanto, que «a regionalização já está a avançar», porque «é o tema de que se fala».

Nesse sentido, defendeu que «o importante é manter a regionalização na agenda e aproveitar o tempo (que falta para a sua concretização) para estudar os exemplos de outros países».
O presidente do CJN do PSD, uma das figuras de topo da hierarquia do maior partido da oposição, reafirmou nesta entrevista ser defensor da regionalização, recordando que foi «ameaçado com um processo disciplinar» por ter assumido essa posição em 1998, quando se realizou o referendo.

Diário Digital / Lusa
01-12-2007 14:33:00

Comentários

Anónimo disse…
Fala Amorim...

Fala..que o teu falar encanta

apesar de tudo o que me espanta..

é 2009!!....será o fim?


Anónimo 4
Tendo em conta que só com uma revisão constitucional se pode ultrapassar a aldrabice instituida pela revisão de 1998, não vejo como é que em 2009, só pelo facto do PSD, eventualmente, ganhar as eleições, possam haver condições para a regionalização avançar.

Tudo isto cheira-me a mais um discurso táctico, no sentido de, desde já, sobre esta matéria, tentarem liderar a agenda política.
Rui Caetano disse…
ESta questão da regionalização tem muito que se lhe diga. Nao basta querer a regionalização e traçar as regiões. E as condições de funcionamento?
Rui Caetano disse…
ESta questão da regionalização tem muito que se lhe diga. Nao basta querer a regionalização e traçar as regiões. E as condições de funcionamento?
Anónimo disse…
Cheira a esturro, Sr.Felizes

Sabeis bem o que dizes.

Amorim! se verdade não falas,

Então, hombre, porque no te callas?


Anonimo 4
Anónimo disse…
Cheira a esturro, Sr.Felizes

Sabeis bem o que dizes.

Amorim! se verdade não falas,

Então, hombre, porque no te callas?


Anonimo 4
A. Castanho disse…
De acordo com o Ant. Felizes: não passam de inanidades boçais, proferidas por quem não tem voto sobre a matéria...


O que era interessante era saber como é que acabou a história há nove anos: Amorim Pereira manteve a sua opinião e "perdoaram-lhe" o processo disciplinar, até hoje, ou... assim que foi "ameaçado" deixou imediatamente de ter opinião sobre o assunto?


O valentão...