segunda-feira, outubro 20, 2008

Macrocefalia

Enquanto algumas dezenas de municípios, principalmente do interior, foram contemplados pelo PIDDAC para 2009, com "zero" euros e outros (bastantes) recebem apenas alguns dinheiro para pequenos projectos - Manteigas foi contemplado com 1.000 euros -, o concelho de Lisboa, para além dos mais de 283 milhões que recebe directamente do PIDDAC Regional 2009, ainda vai buscar outros larguíssimos milhões euros do chamado PIDDAC Nacional.

Mas as coisas não se ficam por aqui. Em Lisboa, temos ainda os 400 milhões de euros para a recuperação da sua Frente Ribeirinha a serem suportados, em larga medida, pelo Orçamento de estado e, mais recentemente, o Turismo de Portugal vai apoiar, com 1,2 milhões de euros, o projecto de intervenção no Bairro Alto.

Começa a não haver pachorra para aturar tanta iniquidade!
.

5 Opiniões

At segunda out 20, 08:50:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

E o Porto? Não seria melhor meteres nesse post os números do Porto????
Seria mais honesto, digo eu.....

 
At segunda out 20, 04:47:00 da tarde, Blogger Antonio Almeida Felizes said...

Caro anónimo,

Enquanto o concelho de Lisboa foi contemplado com qualquer coisa como 283 milhões de euros o do Porto foi contemplado com 36 milhões.

Cumprimentos,

 
At segunda out 20, 06:02:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

PIDDAC 2009
Grande Lisboa(inclui todas as cidades à Volta):325 milhões.
Porto (Só):273 milhões.
Vocês.... é só demagogia...é por isso que a regionalização não vai a lado nenhum

 
At segunda out 20, 07:51:00 da tarde, Blogger Antonio Almeida Felizes said...

Caro anónimo,

Se o meu amigo quer abordar valores mais gerais, aconselho-o a analisar a aplicação dos 1,774 mil milhões de euros do chamado PIDACC Nacional.

Cumprimentos,

 
At segunda out 20, 08:21:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

É tempo perdido comentar o que quer que seja relacionado com o PIDAC, enquanto for elaborado num regime de governação centralizado, centralizador e jacobino, a beneficiar sempre os suspeitos do costume e a prejudicar os menos suspeitos do que é habitual.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home