Borba - Alentejo

ELEVAÇÃO DE VILA DE BORBA, NO CONCELHO DE BORBA, À CATEGORIA DE CIDADE

População residente (Concelho/Freguesias) – Censos 2001

Total - 7.782 (Fonte: Censos 2001)

Como poderemos verificar o decréscimo populacional continua a ressentir-se. Contudo, projecções demográficas recentes apontam para a estabilização da população nos próximos anos.

O surto migratório de emigrantes de leste e outros, terá impacto nos próximos anos, visto que as faixas etárias que aqui se instalam são predominantemente as faixas em idade de procriação.
(...)
A Vila de Borba cumpre, assim, genericamente os requisitos estabelecidos na Lei n.º 11/82, de 2 de Junho, para ser elevada à categoria de cidade, pelo que, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, apresentei este Projecto de lei.

O Projecto de Lei que apresentei é expressão da vontade das populações e um justo reconhecimento pelo desenvolvimento em curso, com fortes perspetivas de continuidade. Borba, situada num território de interior, conhecido como "Zona dos Mármores", tem um potencial de crescimento importante e um contributo a dar para alavancar o desenvolvimento desta Zona do Alentejo. É expectável que Borba venha a ser um factor de diferenciação positiva no contexto da futura regionalização.

Paula Nobre de Deus

Comentários

ATRIBUTOS disse…
Sobre as novas cidades, penso assim,

http://atributos-1.blogspot.com/2009/06/e-um-fartote.html


Melhores cumprimentos

José Magalhães
Caríssimo, peço-lhe por favor que tenha a devida atenção ao post da Tasca Real para ser perceber mais um pouco da elevação de Borba a cidade. Mais informo que enviei um e-mail à deputada Paula Nobre de Deus o qual ainda não mereceu resposta...
Esqueci-me do link: http://tascareal.blogspot.com/2009/06/injustica.html

Melhores cumprimentos.
Anónimo disse…
Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

Com estas decisões de elevar freguesias a vilas e concelhos a cidades continuamos com a externalidade das decisões políticas, potenciadoras do bairrismo mais bacoco que existe.
A nobilidade destas decisões reside, por exemplo, no slogan de Ponte de Lima como o seu auto-reconhecimento de "vila mais antiga do País" e por aí muito legitimamente se fica e bem.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)
Afonso Miguel disse…
Caro Anónimo pró-7RA:

Claramente de acordo consigo. Por exemplo, Paços de Ferreira e Freamunde, cidades que certamente conhecerá, não têm minimamente condições para ser consideradas como tal. Só pediram a elevação para ganhar notoriedade. Em termos de infra-estruturas, tudo na mesma.

Portugal é um país de cidades só no papel. Cidades a sério, temos poucas dezenas. Depois temos vilas com esse título. Só nos fica mal como país ceder a este tipo de pressões.