sábado, setembro 19, 2009

Regionalização e os Partidos: Introdução

Nesta última semana de campanha, importa esclarecer qual o posicionamento dos partidos concorrentes quanto à Regionalização de Portugal Continental. Para isso, durante os próximos dias, a partir de hoje, darei destaque ao que cada partido concorrente refere no seu programa eleitoral sobre a Regionalização. O calendário dos artigos seguirá a ordem dos partidos no boletim de voto das últimas Eleições Europeias:
  • 19/09: Bloco de Esquerda
  • 20/09: CDU (PCP-PEV)
  • 21/09: PPD/PSD
  • 22/09: FEH (MPT-PH);
  • 23/09: PPM;
  • 24/09: MEP;
  • 25/09: PS;
  • 25/09 (noite): PCTP/MRPP*
Os seguintes partidos não referem a Regionalização em Portugal Continental no seu programa:
  • CDS/PP (Partido Popular);
  • MMS (Movimento Mérito e Sociedade);
  • PPV (Portugal Pró-Vida);
  • PNR (Partido Nacional Renovador);
  • PND (Partido da Nova Democracia);
  • POUS (Partido Operário de Unidade Socialista);
  • PTP (Partido Trabalhista Português)

*O artigo sobre a posição do PCTP/MRPP será publicado antes da meia-noite de sábado, dia 26, devido ao facto de ser Dia de Reflexão.


Afonso Miguel

3 Opiniões

At sábado set 19, 05:15:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caro Afonso Miguel,

Excelente iniciativa, apesar de nenhuma proposta partidária se remeter para a única solução exigida pelas circunstâncias do nosso estado actual de desenvolvimento: a regionalização autonómica, e se deixem enredar numa solução regionalista que já tem um atraso crónico de mais de 30 anos, com protagonistas políticos de capacidade duvidosa para se conseguir um desenvolvimento convergente em relação às sociedades mais evoluidas da União Europeia.
Oxalá que, a par da apresentação das propostas, se faça uma análise comparartiva com aquela solução, a única com capacidade suficiente para nos retirar da actual letargia política e do dinamismo de auto-estrada.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 
At domingo set 20, 10:35:00 da manhã, Blogger Afonso Miguel said...

Caro anónimo pró-7 RA:

Essa análise que refere, não a publicarei em post, deixando-a, isso sim, a cargo de cada leitor do blogue que queira comentar. Faço-o a fim de não por em causa a independência partidária do blogue, já que o objectivo destes artigos será informar os eleitores, mas sem lhes indicar o sentido de voto.

Com os melhores cumprimentos.

 
At domingo set 20, 06:51:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caro Afonso Miguel,

O que foi proposto não foi uma análise favorável às propostas deste ou daquele partido, mas uma análise comparativa das suas propostas, a qual nunca poderia pôr em causa a independência partidária deste blogue, mas apenas favorecer uma maior consciência sobre o que se pensa ser a melhor solução para os objectivos associados à regionalização.
Por outro lado, não compreendo o que pretende significar com "sem lhes indicar o sentido de voto", quando não é a regionalização que está em causa na próxima votação sufragal e nem estará tão cedo, infelizmente.
Por isso, o risco de influência enviesada do voto parece-me um receio exagerado e despropositado em relação ao que está politicamente em causa, lá para o fim da próxima legislatura ou ínicio da que lhe seguir. E nem sequer a autoria dessa análise lhe foi destinada, mas a todos os frequentadores deste "blogue", ao qual se exige que continue independente de toda e qualquer influência partidária, sem prejuízo da divulgação das respectivas propostas políticas.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home