quinta-feira, março 04, 2010

Keynes e Krugman num Plano Inclinado



No programa da SIC-Notícias Plano Inclinado, Mário Crespo, João Duque e Henrique Medina Carreira debateram com Rui Moreira a política de Estado para as empresas. 

De registar que, durante este interessante debate, não se ouviu pronunciar  a palavra "descentralização" ou  "regionalização", elementos decisivos para potenciar os factores de competitividade das economias,  para além do indicador de crescimento do PIB.

Etiquetas: , , ,

3 Opiniões

At quinta mar 04, 05:20:00 da manhã, Anonymous Paulo Rocha said...

Com o Rui Moreira pensava que seria inevitável falar da Regionalização e do Centralismo. Afinal...enganei-me!

 
At quinta mar 04, 06:24:00 da tarde, Blogger JOSÉ MODESTO said...

Claro...o impacto audio-visual é para o País todo e não para o Norte!!! começo a desistir de Portugal.

Saudações Marítimas
José Modesto

 
At quinta mar 04, 11:24:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caro José Modesto,

A República Portuguesa, deveria mudar para "República Concubina", onde tudo se combina no concubinato de toda a espécie.
Temos que voltar a ler Camilo de Castelo Branco para se poder compreender o verdadeiro objectivo sociológico do concubinato individual minhoto para se poder atingir melhor a extensão do concubinato político vigente depois de 1974, em que a nossa sociedade é eficazmente competente, onde o apadrinhamento (selecção: escolhido à imagem e semelhança; promoção: por espírito santo de orelha) é o método predominante.
As referências e caraterização elaborada por Camilo Castelo Branco, em relação ao "concubinato", contribuiram para o descrédito de instituições muito respeitáveis da nossa sociedade e que ainda perduram, por serem eticamente ofensivas não só para os seus praticantes como dos agregados urbanos e rústicos onde tal prática estava disseminada e, finalmente, da sociedade em geral.
Concubinato, até a pronunciar tem o aspecto de palavra repelente e ordinária.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home