quarta-feira, abril 21, 2010

Norte no topo das preferências do turista nacional

Porto e Norte em primeiro lugar nas preferências do turista nacional 

Decorreu no passado dia 15 de Abril, em Vila Real, uma reunião de trabalho entre a Associação de Turismo do Porto - Agência Regional (ATP-AR), uma nova agência de promoção externa do Porto e Norte que iniciou funções recentemente, e a Entidade Regional do Turismo do Douro.

O encontro serviu para discutir propostas de afirmação do Douro no contexto internacional, assim como novas iniciativas em termos de oferta turística. Após a insolvência da Associação do Turismo do Norte de Portugal (Adeturn), foi criada a ATP-AR, que é presidida por Melchior Moreira, que também é o responsável máximo pelo Turismo do Porto e Norte, que acredita que o Douro tem “um papel importante e decisivo na afirmação turística da região no mercado interno e, claramente, no externo”.

Melchior Moreira revelou que, segundo um estudo referente ao ano de 2009, cujo objectivo foi analisar os 12 destinos nacionais, que resultaram da reorganização do sector, “as preferências do turista nacional colocam o Porto e Norte em primeiro lugar e o Douro em segundo lugar”. “Se estas duas entidades regionais ocupam os dois primeiros lugares em termos de procura nacional, não temos dúvidas de que, com esta nova agência, projectaremos definitivamente estas duas regiões”, defendeu o responsável. O presidente da ATP-AR sublinhou ainda que o Norte e o Douro foram as (...)

“Produtos estratégicos e de afirmação a nível interno, como touring cultural e paisagístico, os city e short breaks, gastronomia e vinhos e saúde e bem-estar, terão de ganhar repercussão internacional”, defendeu Melchior Moreira. Segundo o presidente da Entidade Regional do Turismo do Douro, António Martinho, está a trabalhar-se para “lapidar o diamante que temos no Norte, que é o Douro, de modo a interagir com toda a região envolvente”. Entre as diversas iniciativas previstas está a criação de um roteiro dos quatro patrimónios da Humanidade (...)

|Sandra Borges|