sexta-feira, abril 23, 2010

Plano de Desenvolvimento Turístico do Vale do Douro

ON.2 aprova 24 projectos e garante investimento de 30 milhões


23/04/10, 12:04
OJE/Lusa



O Programa Operacional Regional do Norte (ON.2 - O Novo Norte) aprovou 24 projectos, num investimento de 30 milhões de euros, que visam a concretização do Plano de Desenvolvimento Turístico do Vale do Douro (PDTVD).

Segundo anunciou hoje a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN), os projectos são apoiados em 21 milhões de euros pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Os projectos aprovados são de natureza infra-estrutural e abrangem áreas como a sinalização turística, o turismo fluvial, o património ambiental e o desenvolvimento rural e local, o património histórico-cultural e a qualificação dos recursos humanos, inovação e conhecimento em turismo.

Para a CCDRN, estas "iniciativas contribuem, de forma significativa, para a qualificação e valorização da oferta turística do destino Douro, numa óptica de promoção da excelência turística regional e de um desenvolvimento regional sustentável, sendo complementada pelo apoio a iniciativas de carácter promocional e de animação, já aprovadas e em execução".

Entre os projectos aprovados encontra-se a requalificação do Cais do Pocinho, o rearranjo e beneficiação das infra-estruturas fluviais do Cais do Pinhão, a requalificação do Centro Histórico da Aldeia Vinhateira de Trevões, a construção do Espaço Miguel Torga, a melhoria de uma rede de monumentos do Vale do Douro, assim como a construção do Hotel de Aplicação e do Centro de Excelência em Gastronomia e Vinhos da Escola de Hotelaria e Turismo do Douro, em Lamego.

Os concelhos abrangidos são Alijó, Armamar, Baião, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Lamego, Mesão Frio, Miranda do Douro, Mogadouro, Moimenta da Beira, Murça, Penedono, Peso da Régua, Resende, Sabrosa, Santa Marta de Penaguião, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Torre de Moncorvo, Vila Flor, Vila Nova de Foz Côa e Vila Real.

O PDTVD foi apresentado em 2004, numa cerimónia a bordo de um barco no rio Douro, que contou com a presença do então primeiro-ministro Durão Barroso.

Depois de quatro anos em que a sua concretização foi incipiente, em Novembro de 2008, o plano ganhou um novo fôlego.

O ON.2 - o Novo Norte abriu dois concursos, que no conjunto viabilizam um investimento na ordem dos 50 milhões de euros, nas áreas imaterial e infra-estrutural, esta agora anunciada.