segunda-feira, abril 19, 2010

Regionalização para atenuar desigualdades

Presidente da Câmara defende regionalização para atenuar desigualdades

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo defendeu ontem, durante um debate sob o tema “Sociedade Portuguesa” onde estiveram também presentes o jornalista Pedro Cruz e o presidente da AMI Fernando Nobre, o tema da regionalização, como forma de atenuar as desigualdades do pais e como forma de criar políticas mais concretas e próximas da realidade.

No debate, o autarca deixou ainda claro que o dia-a-dia dos autarcas impõe planeamento estratégico.

No encontro que teve como objectivo multiplicar pontos de vista sobre diferentes realidades, José Maria Costa apresentou a sua experiência como autarca nos últimos dezasseis anos, primeiro como Vereador e agora como Presidente da Câmara. Para o edil, os temas da administração do território; urbanismo e ordenamento do território; mobilidade, transportes e logística; planeamento estratégico, economia e competitividade; segurança pública e exclusão social; e cultura são temas fundamentais na actividade autarquia.

Focando sobretudo a questão da administração do território, José Maria Costa lembrou o estado centralizado, as reformas administrativas até à reforma de Mouzinho da Silveira e sublinhou que “a implementação das regiões administrativas continua a ser um dossier em aberto face aos resultados inconclusivos do Referendo de 1998”. Para o autarca, este é “um grande constrangimento na definição das políticas públicas, na dispersão de recursos e na falta de concretização e objectividade de políticas locais, pelo que se mostrou grande defensor da regionalização”.

Outro tema abordado foi o do planeamento estratégico, economia e competitividade, onde José Maria Costa defendeu, como “factores de competitividade”de Viana do Castelo, o ambiente e o património de qualidade, os contactos com outras cidades, a coesão social, a cooperação institucional e o acolhimento empresarial.

(...)

|Afife Digital|