terça-feira, maio 25, 2010

Sacrifícios para quê ? Porquê tanta teimosia ?

Governo assegura construção de toda a linha Lisboa-Madrid

|Lusa|

O secretário de Estado dos Transportes reiterou hoje a intenção de lançar um novo concurso para o troço Lisboa-Poceirão, que inclui a terceira travessia do Tejo, dentro de seis meses, e assegurou a construção da totalidade da linha Lisboa-Madrid.

"Esperamos lançar o novo concurso [para o troço de alta velocidade Lisboa-Poceirão, que inclui a terceira travessia do Tejo] dentro de seis meses", disse Correia da Fonseca, durante as Conferências do Beato, em Lisboa.

O governante disse que o Governo aponta este prazo de seis meses porque considera que será o tempo "suficiente para estabilizar e consolidar os mercados financeiros".

Durante a sua intervenção, o secretário de Estado afirmou que a anulação do concurso da futura ponte entre Chelas e Barreiro "não quer dizer que a alta velocidade Lisboa-Madrid se tenha transformado num Poceirão-Madrid ou num Poceirão-Caia".

A "terceira travessia vai ser feita, atrasada, seis meses -esperamos -, mas isso não põe em causa as datas de conclusão das obras e a operacionalização da linha de alta velocidade Lisboa-Madrid", com abertura prevista para 2013, assegurou.

O secretário de Estado disse que do lado espanhol há obras em curso e anunciou que os deputados e líderes de todos os partidos políticos serão convidados a visitar os trabalhos que estão a decorrer.

Correia da Fonseca voltou a explicar que a anulação do concurso tem como objectivo aumentar "a comparticipação comunitária neste projecto", passando dos 170 milhões de euros para cerca de 500 milhões de euros.

Estes fundos comunitários serão canalizados das linhas de alta velocidade Lisboa-Porto e Porto-Vigo, que foram adiadas por dois anos no âmbito do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC).
.

Etiquetas: