segunda-feira, agosto 23, 2010

Turismo - «Quando há quebras noutras regiões o Alentejo sobe»

Turismo do Alentejo

Com um primeiro semestre de 2010 a apresentar valores optimistas na actividade turística, a Entidade Regional de Turismo da região aponta a 2011 com uma nova campanha de imagem. Ceia da Silva, presidente do Turismo do Alentejo fala em mais responsabilidade e em aposta no território. Quanto aos resultados de 2010, sublinha, «o balanço faz-se no final do jogo».

Ceia da Silva refere ao Café Portugal que apesar dos números revelados recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) face à actividade turística na região serem muito «positivos, o balanço faz-se no final do jogo».

«Teremos de aguardar pelo fim de 2010 para fazer a avaliação global. Os dados que possuímos até agora relativos ao primeiro semestre de 2010 revelam que subimos este ano em relação a 2009, que tinha sido o melhor ano turístico de sempre», recorda.

Por essa razão, Ceia da Silva sublinha que o panorama de crescimento da região «obriga a mais responsabilidades para manter e até subir os números dos próximos anos».

Sobre as causas que estão na origem desta evolução, o responsável garante que as mesmas resultam de uma «aposta no território e na implementação de campanhas de dinamização do Alentejo».

Pese embora o facto de nos últimos dois anos a crise económica internacional fazer mossa na Europa e, nomeadamente, em Portugal, «a verdade também é que é na União Europeia estão os principais países de procura do Alentejo».

«E quando há quebras noutras regiões o Alentejo sobe», constata.

O presidente da ERTA acrescenta, ainda, que o Alentejo foi «a única entidade de turismo a lançar uma campanha dirigida para o turismo interno – ‘No Alentejo Há Mais’». «E tivemos a preocupação em captar fluxos de mercado nacional», esclarece.

Ceia da Silva realça que tudo isto «é trabalho de muitas pessoas, desde autarcas a unidades privadas e a agentes diversos».

«Há neste momento um espírito de Alentejo, uma promoção Alentejo e isso acaba por se associar a uma marca de qualidade e excelência que tem dado os seus frutos no aumento da procura», adianta.

Sobre as apostas que a ERTA tem para o sector, o presidente da Entidade garante que está a ser preparada uma campanha promocional com uma nova comunicação e imagem do Alentejo para 2011. Sem revelar o nome da acção, Ceia da Silva refere apenas que a mesma será conhecida em Novembro.

Recorde-se que, de acordo com o INE, a actividade turística apresentado no Alentejo registou um crescimento de 5,75% nos primeiros seis meses de 2010, relativamente ao mesmo período do ano passado.

|Café Portugal|
.

Etiquetas:

1 Opiniões

At terça ago 24, 12:33:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

O desenvolvimento do turismo no Alentejo só se deve, para além do trabalho dos seus dirigentes, à existência de uma única entidade de turismo para todo o território que deverá compreender a futura Região Autónoma, empreendendo assim uma política coordenada de turismo.
Seria desejável que as restantes futuras 6 Regiões Autónomas fossem a base do critério de constituição das "Entidades Regionais de Turismo", para que se criem condições de uma efectiva coordenação dos programas e das acções de natureza turística, tão diferenciadas como cada Região Autónoma evidencia. E, deste modo, se deixe de atender aos critérios capelísticos que ainda existem em muitas delas, certamente para não beneficiar as políticas de desenvolvimento turístico regional.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home