segunda-feira, setembro 06, 2010

Região Norte

Principais Elementos da Rede Institucional da Região do Norte

  1. O Norte, a região nacional com mais habitantes, constitui a 28ª NUTSII com maior dimensão populacional da UE25, registando mesmo uma população superior a 7 Países dessa UE25;
  2. O Norte continua a apresentar, de longe, os piores índices regionais no que respeita ao contributo relativo do sector das administrações públicas para o respectivo VAB;
  3. A estagnação do processo de desconcentração e descentralização regional, a proliferação de modelos territoriais e a manutenção de graus marginais de articulação intersectorial ao nível regional, com implicações muito negativas sobre a eficácia e eficiência das políticas públicas;
  4. Os municípios da Região do Norte apresentam uma superfície e uma dimensão populacional muito superior, em termos médios, às dos seus congéneres europeus e registam um volume de receitas mínimo de 5 milhões de euros, constituindo, assim, organizações com uma dimensão, uma diversidade e uma complexidade de solicitações, cuja gestão requer, cada vez mais, elevados níveis de exigência;
  5. A Economia regional com maior peso nas exportações portuguesas e com a fronteira luso-espanhola mais densamente povoada, onde os desafios da cooperação territorial e da promoção externa não podem deixar de constituir elementos chave para a competitividade desta Região.


Fonte: CCDRN
.

Etiquetas:

1 Opiniões

At segunda set 06, 09:45:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

Estes elementos são mais que suficientes para justificar a regionalização autonómica e nunca a regionalização administrativa. Enquanto a primeira é política, a segunda é apenas burocrática. Sobre isto nada mais haverá dizer e o mapa apresentado é uma total desvirtuação da caracterização feita pela CCDRN e uma ofensa à dignidade das populações que ainda residem nas 7 Regiões Autónomas.
Tratando-se sempre da caracterização do Norte, a regionalização autonómica só avançará convictamente e com resultados se o tal Norte abandonar a sua mentalidade mesquinha de "minifúndio" (não se trata de minifúndio territorial) e ser capaz de se projectar no futuro das suas capacidades.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home