terça-feira, outubro 19, 2010

O flagelo do Algarve

Pela primeira vez desde que há registos do desemprego no Algarve, ultrapassou-se, neste ano, a barreira dos 30 mil desempregados oficialmente inscritos nos centros de emprego da região.

O número de beneficiários do rendimento social de inserção já ultrapassou os 13 mil, perfazendo mais de 50% dos valores registados no mesmo período em 2007. Ultrapassámos, assim, a taxa média de desemprego do País. Estes números, e há outros ainda, são apenas exemplificadores da actual situação económica e social da região do Algarve.

Os Algarvios têm dado muito ao País. O seu contributo para a imagem turística de Portugal tem sido inexcedível. E o que é que o País tem dado ao Algarve? Promessas atrás de promessas e investimentos sistematicamente adiados. Temos de ser exigentes. O Algarve tem de exigir medidas concretas, da parte do Governo, de combate à situação económica e social que a região atravessa.

|Luís Gomes|
Presidente da Câmara de Vila Real de Santo António
.

Etiquetas: