segunda-feira, outubro 11, 2010

TURISMO - Algarve teve mais dormidas, estadias e receitas

O Algarve registou este verão um aumento número de dormidas, estadias e receitas, de acordo com os números do Instituto Nacional de Estatística (INE), que serão apresentados segunda feira pelo presidente do Turismo da região, num seminário em Albufeira.

"Podemos aferir dos números do INE que em primeiro ligar há um crescimento em toda a linha no número de dormidas, estadias e proveitos", antecipou o presidente da ERTA à Lusa.

No que se refere "às dormidas em alojamento classificado no Algarve", a região contou com um total de 3,8 milhões de estrangeiros, mais 4,7 por cento que em 2009, aumento atingiu 2,1 milhões e os 5,8 por cento no número de portugueses que pernoitaram na região, elevando o total para perto de 6 milhões, mais 5,1 por cento.

Os "hóspedes em alojamento classificado" aumentaram 6 por cento em Portugal, atingindo os 4,4 milhões, enquanto o Algarve verificou um aumento de 6,9 por cento, com quase 1,2 milhões.

Nuno Aires frisou que estes números "são relativos às 100.000 camas oficiais existentes no Algarve", mas "na verdade isso representa apenas parte da realidade da região, porque há alojamento que não é considerado como camas turísticas mas integra a oferta".

A "estada média em alojamento classificado" foi de 3,1 uma noite em Portugal, número que aumenta para as 5 noites no Algarve, de acordo com os números do INE.

A Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) também aporta dados para a apresentação de Nuno Aires, nos quais diz que a "taxa de ocupação no Algarve em alojamento associado" foi em Junho de 66,7 por cento (menos 2,8 pontos percentuais), em Julho de 79,2 (mais 5,8), em Agosto de 92,5 (mais 2,2) e em Setembro de 74,8 (mais 3,2).

"Outra conclusão que se pode tirar é que o verão não foi tão curto como a tendência dos últimos anos, nomeadamente na segunda quinzena de Julho e primeira de Agosto, tendo o turismo da região trabalhado bem entre Junho e Setembro", disse ainda o presidente do Turismo do Algarve.

O aumento também foi verificado no Aeroporto Internacional de Faro, onde a ANA (Aeroportos de Portugal) registou um acumulado de 3,6 milhões de passageiros de Janeiro a Agosto, o que representa uma subida de 4,2 por cento.

No que respeita a receitas, os dados do INE apontam para um encaixe de 287,2 milhões de euros, mais 9 por cento do que o registado em 2009.

|LUSA|
.

Etiquetas: ,