domingo, janeiro 16, 2011

Presidenciais 2011- os candidatos e a Regionalização: Cavaco Silva

Durante esta campanha, quase nada se ouviu da boca do candidato Cavaco Silva sobre a Regionalização. A declaração mais importante do candidato sobre este tema surgiu no debate com Defensor Moura, que o interpelou directamente sobre o tema.

Sobre o tema, Cavaco disse:
«Nos termos da Constituição, a criação de Regiões Administrativas só pode realizar-se quando ocorrer um referendo nacional e for apoiado pela maioria dos eleitores. O Presidente da República recebe uma proposta da Assembleia da República, manda-a ao Tribunal Constitucional e depois decide se convoca ou não. Não vejo razões para não convocar. Um Presidente da República ponderado e sério não deve participar na discussão sobre a Regionalização. Porquê? Porque tornar-se-ia uma parte do debate partidário, deixava de poder ser um mediador da vida nacional, não era mais aquele que promovia consensos, porque era um elemento partidário.
Portanto, eu digo já que me diferencio claramente deste candidato [Defensor Moura], porque não participarei em referendos, embora possa convocá-los, sobre a Regionalização, porque sou uma pessoa sensata. Não devo participar no debate partidário que ela sempre envolve. Eu sou muito, muito claro.»

Para encontrar uma posição inequívoca de Cavaco face à Regionalização, é preciso recuar até à última campanha presidencial, em 2005, quando Cavaco disse ser «contra a regionalização porque, ao longo do meu tempo como primeiro-ministro, convenci-me que era muito negativo para Portugal».

Em 2010, em entrevista ao diário La Vanguardia, da Catalunha, Cavaco colocou as regiões autónomas de Espanha em pé de igualdade com as regiões administrativas propostas em Portugal, dizendo que «Espanha tem as suas Comunidades Autónomas e Portugal rejeitou essa possibilidade em referendo, o que é um sinal muito claro sobre a força da nossa identidade étnica, linguística e cultural. 60% dos portugueses rejeitou a regionalização em Portugal porque a considerava uma invenção dos políticos. Madeira e Açores são a única excepção.»

A candidatura de Cavaco Silva respondeu ao mail que enviei a pedir que nos enviasse a sua posição sobre a Regionalização, dizendo que não conseguiria responder ao nosso pedido, devido ao facto de o texto ser publicado já hoje. Respondi dizendo que poderiam enviar-nos o mail quando quisessem, no decorrer desta semana. Aguardamos nova resposta.

João Marques Ribeiro

Etiquetas: , ,

2 Opiniões

At segunda jan 17, 01:30:00 da manhã, Blogger Antonio Almeida Felizes said...

Muito oportuno e muito esclarecedor.

Cumprimentos,

 
At segunda jan 17, 05:24:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Pois... Sobre isto, não fez, nem vai fazer, mais nem menos, que Soares e Sampaio.
É o trabalho dos nossos PR´s.
Mas é uma pena que o Defensor de Moura não seja eleito Presidente.

 

Enviar um comentário

<< Home