quarta-feira, fevereiro 09, 2011

Calçado português cresce mais de 24% e «bate» concorrência internacional

As exportações de calçado português crescerem 24% na última década para 1.152 milhões de euros em 2010.

Nesse período, o calçado português voltou a destacar-se na economia portuguesa e a ganhar terreno aos seus concorrentes europeus mais directos, Itália e Espanha.

Com efeito, na última década, as exportações italianas recuaram 1,9% e as espanholas mais de 7,3%. Ao invés, as empresas de capitais exclusivamente portugueses cresceram mais de 20%, superaram a quebra induzida pelo desinvestimento directo estrangeiro instalado em Portugal e colocaram no exterior mais de 95% da sua produção para um total de 132 países.

Na última década, o calçado afirmou-se como o sector mais internacionalizado da economia portuguesa e aquele que mais positivamente contribui para a balança comercial portuguesa, com um saldo liquido anual superior a 700 milhões de euros.

Sector projecta crescimento para 2011

Em 2010, as exportações de calçado aumentaram 4% e as expectativas do sector apontam para um crescimento similar em 2011. O sector tem em curso um forte plano de promoção externa, organizado pela APICCAPS em parceria com a AICEP e o apoio do Programa Compete. Orçamentado em 10 milhões se euros, a mega-ofensiva promocional do calçado português prevê que mais de 140 empresas participem, este ano, em mais de 70 acções promocionais no exterior, em 16 mercados distintos.

Simultaneamente, está em curso, com o apoio do Programa Compete, uma campanha de imagem, alicerçada no slogan “The sexiest industry in Europe” que tem como objectivo aumentar a notoriedade das marcas portuguesas na cena competitiva internacional. Só em 2010, o preço médio do calçado português aumentou 12%, reforçando a sua posição como 2º mais elevado a nível mundial.

|aicep|
.

Etiquetas: