quarta-feira, junho 01, 2011

Regionalização e os Partidos: PCTP/MRPP- Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses


PCTP/MRPP- Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses
Secretário-Geral: Luís Franco
Concorre a todos os 22 círculos eleitorais

O PCTP/MRPP afirmou-se desde sempre como adversário da Regionalização. Embora não apresente programa eleitoral a estas eleições, podemos ver um vasto parágrafo de referência à Regionalização no seu Programa Eleitoral para as Eleições Legislativas de 2009:


«País com fortes elementos de unidade territorial e cultural, sem diferenças significativas entre as partes que integram o seu todo continental e entre as populações que o habitam, Portugal necessita de um poder político central forte, coeso, democrático e que promova o apoio e a solidariedade entre as diversas regiões que o compõem, no quadro de uma única estratégia de desenvolvimento nacional.

Assim sendo, constitui um erro de graves consequências a tentativa de espartilhar o país em regiões administrativas, as quais trarão apenas como resultado a liquidação da tradição municipalista do país, o acentuar das desigualdades e das assimetrias entre o litoral e o interior, o enfraquecimento do poder central nacional e a formação de novas redes de clientelismo e de corrupção sem qualquer benefício para as populações abrangidas.

O reforço da autonomia regional insular e a criação de novas unidades autárquicas transconcelhias nas regiões metropolitanas da grande Lisboa e do grande Porto, são medidas que se impõem por necessidades evidentes relacionadas com uma boa administração das realidades geográficas a que dizem respeito. Mas isso nada tem a ver com a pretendida regionalização do país, a qual deve ser resolutamente combatida e rejeitada pelo eleitorado popular como meio que seria de liquidação do país que somos e de reprodução acelerada dos piores factores que estão na base da crise actual.»

O PCTP/MRPP não respondeu ao mail que enviei a todos os partidos e coligações concorrentes pedindo esclarecimentos sobre este tema.

João Marques Ribeiro



Etiquetas: , , ,