terça-feira, junho 28, 2011

"Regionalização não é uma prioridade do país"

O candidato à liderança do PS António José Seguro disse hoje à Lusa que "a regionalização não é uma prioridade do país".

"Nós vivemos uma situação de emergência nacional e, neste caso, a nossa prioridade é cooperar de acordo com as nossas propostas políticas para que o país possa vencer o desafio em que está mergulhado", afirmou. António José Seguro falava à margem do encontro que realizou com militantes do PS de Baião para apresentação da sua moção "Um Novo Ciclo".O candidato a secretário-geral do PS disse ser defensor da regionalização, sublinhando que é uma matéria que consta da sua moção.

Questionado pela Lusa sobre se a regionalização pode ser matéria para discussão nesta legislatura, disse não poder comprometer-se, mas prometeu que "o PS estará atento" e avançará "quando houver essa oportunidade".

Ainda sobre o mesmo tema, considerou que a regionalização faz sentido no nosso país, porque permitirá criar "estruturas com competências próprias e com possibilidade de definir investimento público". "Eu sou um defensor da regionalização para transformar as políticas públicas em políticas de proximidade e facilitar a vida das empresas e das pessoas", insistiu.

|Lusa|
.

Etiquetas:

2 Opiniões

At quarta jun 29, 07:07:00 da tarde, Blogger Rui Valente said...

Ele queria dizer:

Regionalização não é uma prioridade para Lisboa. Desculpem-no, coitado. É mais um cegueta.

Esta coisa de confundir o país com Lisboa, leva a certas confusões...

Isto só lá vai, à grega!

 
At domingo jul 03, 01:53:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Bem, está visto que nós próximos 4 anos podemos esquercer o tema da regionalização.

 

Enviar um comentário

<< Home