segunda-feira, novembro 28, 2011

Reforma administrativa sem regionalização fica seriamente amputada

(Lusa) -- O historiador Gaspar Martins Pereira defendeu hoje que uma reforma administrativa do país sem incluir a regionalização fica sempre "seriamente amputada", não passando de "um remendo com efeitos práticos muito ténues".

"Sem regionalização, não se pode falar verdadeiramente de uma reforma, mas apenas de um remendo administrativo", disse aquele professor catedrático do Departamento de História da Universidade do Porto, na véspera do dia em que se comemoram 175 anos sobre a última grande redução do número de concelhos, promovida por Mouzinho da Silveira.

Para Gaspar Martins Pereira, "uma reforma a sério tem de ir desde o Governo central ao local" e "tem necessariamente de passar pela criação de regiões, com autonomia administrativa"
.

Etiquetas:

2 Opiniões

At sábado dez 03, 11:22:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

Já aqui mencionei dezenas de vezes que implementar a regionalização sem uma reforma profundamente estrutural do Estado, então o melhor é não fazer nada.
Já tenho propostas apresentadas, neste sentido, há mais de 3 anos. Mas quem está interessado?
Ninguém!
Porque mexe com muitos interesses instalados, exactamente os que conduziram a esta situação a que chamam 'crise'.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 
At domingo dez 04, 10:22:00 da tarde, Anonymous Cantoneiro da Borda da Estrada said...

Admiro a vossa paciência e persistência. Honra vos seja feita.

Um golpe de Estado contra a democracia está em marcha perpetrado pelo mais descarado bando de malfeitores à pátria, a que não falta um frontal e arrogante ataque aos representantes locais das comunidades e às próprias comunidades pelo demagogo e inimigo do povo que se chama Miguel Relvas ( o sábio Mouzinho da Silveira destes dias...), e continuam concentrados na questão da regioalização, em vez de erquerem as vozes contra estes gozadores do povo e de Portugal!

Entretei-vos. É assim que esta canalha que está no Governo vos quer. Que desperdício!

 

Enviar um comentário

<< Home