terça-feira, maio 08, 2012

Porto na mudança do século

Apesar de tudo o 'Porto2001' deu uma imagem mediática forte à cidade. Este deixou de ser temporariamente uma “cidadezinha” de província para os media passando a ser, para esta, motivo obrigatório de notícia…até para a mais distraída.

Foi assim que estes só em 2011 e descobriram que no Porto existia um grande Festival Internacional de Marionetas, um Festival de Jazz, vários Festivais de Teatro (Fazer a Festa, Fitei, Ponti), Festivais de Música (Super Bock Super Rock, os Encontros Internacionais de Piano e de Música Contemporânea, o Intercéltico), um Fantasporto.

Descobriu que a cultura “enchia” as galerias de arte, os pequenos teatros, as salas como a do Ballet Teatro, o Coliseu, o Rivoli, a Casa das Artes, o Teatro Sá da Bandeira, o Teatro Helena Sá e Costa, o Teatro S. João, o Teatro do Campo Alegre.

Descobriu os muitos bares que davam vida à noite da cidade, como se tudo isto nunca tivesse existido, e como se a “cultura” no ano de 2001 não fosse, ela própria, imagem fiel, na continuidade, de uma prática de anos a fio de contínua actividade dos agentes culturais privados que no Porto sempre trabalhavam.

Será também importante de referir que, se tais eventos ou espaços não existissem, o Porto nunca seria Capital Europeia da Cultura. Foi pela sua inclusão na candidatura feita que esse epíteto foi conseguido.

Mas foi propósito principal da gestão da Capital Cultural o sedimentar a cultura já existente na cidade? Não, bem pelo contrário. Entretanto gastaram-se milhões. Convidaram-se estrangeiros para gerir uma programação macro elitista para “alguns”, sempre os mesmos.

Afinal o que é que mudou com essa iniciativa em termos da cultura no Porto? Nada. E o resultado foi o pior possível. Levou à dramática situação em que, desde há anos, vivem os poucos agentes culturais que ainda se mantêm no Porto e ao fim de muitos eventos culturais marcantes na cidade.

No fundo, o Porto 2001 abriu as portas para um Porto culturalmente cada vez mais desertificado e falhou em toda a linha os objectivos anunciados para a consolidação dos hábitos culturais na cidade.

@Mário Dorminsky no GP

Etiquetas:

4 Opiniões

At terça mai 08, 08:29:00 da tarde, Anonymous trufas said...

ótimo blog, parabéns...

 
At terça mai 08, 08:48:00 da tarde, Anonymous Frente Norte said...

...
O despovoamento, a desertificação e o isolamento do interior do País, não podem ser combatidos, atenuados, resolvidos, apenas pela Junta de Freguesia, pela Câmara Municipal, pelo Governo, pela União Europeia, pela 'Troika', ou, por 'soluções milagrosas' vindas de longe... !
C os cumprts
de FrNrte
...........

 
At terça mai 08, 08:56:00 da tarde, Anonymous Frente Norte said...

..MANIFESTO PELO TUA..
......................

 
At quarta mai 09, 01:15:00 da manhã, Blogger Antonio Almeida Felizes said...

Caro 'trufas',

Os nossos agradecimentos pelas palavras elogiosas dirigidas ao Blog.

Cumprimentos,

 

Enviar um comentário

<< Home