segunda-feira, julho 16, 2012

O país está a fechar nas zonas longe do poder

Norte perde 1256 escolas.

As sucessivas políticas de encerramento de serviços públicos penalizam sobretudo os distritos interiores do Norte e do Centro. É o Estado a fechar-se ao Interior e a recuar nas funções sociais.

É uma tripla ameaça: perderam escolas, serviços de saúde e estão na iminência de ficar sem tribunais. A investigação realizada pelo JN identificou 27 concelhos nestas circunstâncias, onde as populações têm dificuldade crescente no acesso aos serviços públicos que garantem direitos fundamentais: Educação, Saúde e Justiça.

Foram as maternidades, as urgências, as consultas à noite, as extensões de saúde nas localidades mais recônditas, as escolas primárias isoladas, primeiro com menos de dez alunos e, mais recentemente, com menos de 21.

@JN

Etiquetas:

6 Opiniões

At segunda jul 16, 03:21:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O Norte perdeu-as? Eu ainda não topei nenhuma....

 
At segunda jul 16, 05:45:00 da tarde, Anonymous Paulo Costa said...

Deve ser defeito meu, mas, não percebo o comentário de cima.

 
At segunda jul 16, 11:33:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

"O país está a fechar nas zonas longe do poder"(que barbaridade !)
Só pode ter escrito isto quem não conheça minimamente o interior d n País e, muito menos quem não tenha lá nascido.Psssst pssst, prestem atenção meus senhores: no interior do País, são muito poucas as familias q não têm um filho c formação superior. E mais não digo por hoje. PF não falam de cór nem falem do q não sabem. !
Francisco.

 
At terça jul 17, 08:52:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

topar:

1. Encontrar; achar.
2. Jogar contra (todo o dinheiro que forma a banca do jogo).
3. [Popular] Entender.
4. Dar com o pé; ir de encontro, bater.
5. Encontrar-se.

E agora já topa?

 
At quarta jul 18, 03:17:00 da manhã, Anonymous Paulo Costa said...

Afinal, está toda a gente enganada...! O interior do país está bem e recomenda-se. Os cuidados de saúde abundam e a dificuldade é escolher os prestadores de serviços. Com a Justiça e a Educação não há problemas. O emprego abunda e o envelhecimento da população é uma coisa inventada por uns senhores engravatados de Lisboa e do Porto.

 
At quarta jul 18, 07:46:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

1) "Afinal, está toda a gente enganada...!" >>>Não está toda a gente enganada, o q há é uma espécie de confusão de sentimentos, em relação ao interior. Há muita demagogia,intoxicação, e desinformação àcerca da realidade rural do nosso País;
2) "O interior do país está bem e recomenda-se". >>> Teremos q debater o q é q se entende por estar bem. Agora, sobre se o interior do País se recomenda, meus caros, não tenho dúvida nenhuma: o interior recomenda-se;
3) "Os cuidados de saúde abundam e a dificuldade é escolher os prestadores de serviços". >>> Não, os cuidados de saúde não abundam no interior, porém nos meios urbanos também não são assim tão abundantes e eficientes.
4) "Com a Justiça e a Educação não há problemas".>>> Há problemas, mas, onde é q não há problemas com a Justiça e a Educação, embora em contextos diferentes !?
5) "O emprego abunda e o envelhecimento da população é uma coisa inventada por uns senhores engravatados de Lisboa e do Porto".>>> Quer o desemprego quer o envelhecimento são realidades q urge debater, porque nada cai do céu aos trambolhões.
Cumprts
Francisco

 

Enviar um comentário

<< Home