quinta-feira, julho 19, 2012

PETIÇÃO PÚBLICA PELA REGIÃO AUTÓNOMA DO ALGARVE

O Algarve é a única região de Portugal Continental que é reconhecida unanimemente como região natural por todos os Portugueses.

O Algarve tem cerca de 450 mil habitantes residentes permanentes e as duas regiões autónomas existentes somam 514 mil residentes: os Açores 246 mil e a Madeira 268 mil. 

O valor da Região do Algarve não está na sua dimensão física, mas em factores como a unidade na diversidade de uma memória histórico/cultural riquíssima com séculos de existência. 

Assim como nos nossos recursos naturais, na criatividade e nos mais variados saberes e competências dos nossos recursos humanos residentes e da diáspora, sem esquecer a posição geográfica única no território continental de Portugal nem a importância global indiscutível que nos vem, para não irmos mais longe nem utilizarmos outras letras, do tempo dos Descobrimentos Portugueses dos séculos XV e XVI.

Por outro lado, Portugal não é um país pequeno nem periférico.

Somos Europeus e, ao contrário da propaganda oficial, integramos a primeira dezena dos maiores países do mundo em superfície total, terrestre e marítima, para além de estarmos no centro dos cruzamentos geo-estratégicos da Europa com as Américas e do Norte com o Sul.
Dispomos, portanto, de uma localização excelente e de recursos muito apetecíveis, como os brilhantes e tão pouco divulgados trabalhos recentemente levados a cabo por investigadores e militares portugueses documentam.
(...)
SOMOS ALGARVIOS E, POR ISSO, SOMOS PORTUGUESES. MAS NÃO O CONTRÁRIO.
Neste sentido, recusamos ter que continuar a assistir a mais sessões rotativas eleitorais da “pescadinha de rabo na boca” encenadas para que se mantenham no poder os seus verdadeiros donos: as forças ocultas que vêm escrevendo o guião do situacionismo português das décadas mais recentes.

Ao subscrevermos esta petição pública, exigimos respeito pelo Algarve e assumimos que não temos que ser nem comandados politicamente por Lisboa, nem emigrar, nem migrar para a capital para sermos Portugueses do Algarve. Porque esse tempo já acabou há ainda mais décadas.
(...)
Para os subscritores desta petição pública, não há momentos inoportunos para propor a Regionalização! 

Este é o momento certo para requerer com a máxima firmeza e sem mais ambiguidades, não uma regionalização administrativa mas a institucionalização da Região Autónoma do Algarve.
(...)
Não podemos mais continuar a consentir que sejam figuras, figurões e entidades alheias aos interesses do Algarve a tomar decisões que têm impacto directo e diário na vida colectiva de quase todos os Algarvios ou dos Portugueses e Cidadãos de outras nacionalidades que escolheram aqui viver.

.

Etiquetas:

1 Opiniões

At segunda jul 23, 03:07:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Algarve, Alentejo, Minho e Tra-os-Montes são regioes claras. Tem todas as caracteristicas para tal, só falta mesmo que os lisboetas vejam isso.

 

Enviar um comentário

<< Home