terça-feira, outubro 23, 2012

Decálogo do Localista



1. O localista sofre de graves problemas de miopia. Nunca consegue ver para além do seu próprio bairro.

2. Não há presbiopia fisiológica que atinja o localista. No seu bairro, consegue ver qualidades que não vê em qualquer outra parte.

3. O bairro do localista é sempre melhor que o bairro dos outros.

4. O localista não se sente membro da cidade ou da região. O mundo do localista é o seu bairro.

5. O localista nunca fala de regionalização.

6. Quando, eventualmente, fala de regionalização, o localista não estava a falar de regionalização.

7. O localista orgulha-se de ser provinciano.

8. O localista não se importa de ser mandado desde que os decisores estejam a mais de 250 quilómetros.

9. O localista não se acobarda. Nunca perde uma oportunidade para fazer eco da sua visão de mercearia acerca do mundo.

10. O localista tem um amigo que lhe vai contar o que está escrito neste post.

Escrito por Pedro Morgado "Avenida Central"

Etiquetas:

1 Opiniões

At quinta out 25, 01:13:00 da manhã, Anonymous Fernando Romano said...

Localista?! Espírito localista, o dos portugueses!

Só por brincadeira... Os portugueses são um povo de migração e emigração, é essa a sua experiência em toda a nossa história. Esse argumento não colhe para defender a regionalização. E é precisamente por não ser localista nem regionalista que se opõe frontalmente à regonalização de Portugal.

Gosta da sua terra, todo o ser humano gosta, aqui ou em qualquer lugar do mundo. Mas a sua grande referência e o seu grande amor é pela sua pátria, sem a ver partida aos bocados.

Essa de "localista" não pega. O português está habituado a viver em qualquer lugar de Portugal e do mundo, mas quer um Portugal uno.

 

Enviar um comentário

<< Home