sexta-feira, outubro 12, 2012

REGIÃO NORTE - CONJUNTURA 2.º TRIMESTRE 2012



  • No 2º trimestre de 2012, o PIB português diminuiu 3,3% em volume, em termos homólogos, o que marca um agravamento da tendência negativa (-2,3% no trimestre anterior).
  • O emprego na Região do Norte diminuiu 3,5% em termos homólogos no 2º trimestre, completando quatro anos com variações homólogas negativas em todos os trimestres. A taxa de desemprego subiu ligeiramente, para 15,2% (era 15,1% no trimestre anterior).
  • As exportações de mercadorias da Região do Norte cresceram cerca de 8,0% em valor, em termos homólogos, no 2º trimestre. As exportações de ouro e outros metais preciosos explicam ¼ deste crescimento.
  • O sistema bancário e financeiro continuou a reduzir o financiamento às empresas (-9,2%) e às famílias (-4,1%) da Região do Norte, enquanto os níveis de incumprimento bancário (crédito vencido) voltaram a aumentar no 2º trimestre.
  • Ao longo do 2º trimestre de 2012, acelerou-se a execução do QREN na Região do Norte. A taxa de realização de fundo (fundo executado face ao valor de fundo aprovado) passou de 52,6% para 58,8%.
  • As indústrias tradicionais do Norte mantiveram, a nível nacional, quedas na produção e na faturação, no 2º trimestre de 2012.
  • No têxtil e no vestuário ocorreram também recuos no índice de emprego, situação que não se observou no calçado.
  • No mercado de habitação, os preços, e também os valores médios de avaliação bancária, mantiveram-se em queda no 2º trimestre.
  • Os estabelecimentos hoteleiros da Região do Norte continuaram a registar quebras nos indicadores de atividade e de proveitos.

Etiquetas: