sexta-feira, dezembro 07, 2012

O TABU DAS ASSIMETRIAS REGIONAIS EM PORTUGAL

Num País onde muito se fala sobre solidariedade, designadamente neste período mais recente, sobre a importância de os países mais ricos ajudarem os mais pobres, é curioso que o tema das disparidades regionais de riqueza em Portugal seja quase um tema tabu.


Por exemplo, sabia que de acordo com dados do INE, na comparação entre regiões (NUTS III,) a região da Grande Lisboa revela um PIB per capita superior à média do país em mais de 60%?

E que, segundo o mesmo indicador de riqueza, um cidadão residente na capital mais do que triplica o valor do mesmo indicador relativamente a um compatriota da região do Tâmega?

Será que faz sentido o discurso “pedinchão” e carregado de chantagem emocional, que frequentemente circula na comunicação social, imputando a Merkel e ao povo alemão, uma suposta falta de solidariedade com o povo português (e outros) se, dentro das nossas próprias fronteiras, convivemos com estes níveis de desigualdade e injustiça?   

por, murphyV. 

Etiquetas:

4 Opiniões

At sábado dez 08, 12:42:00 da manhã, Blogger Rogério Pereira said...

A comunicação social não é flor que se cheire... e a sua conclusão se fosse correcta colocaria a questão, não em confronto, mas no mesmo plano...

 
At domingo dez 09, 01:32:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

(Particular)- Vendo "RENAULT CLIO " 1.2cc - 2.500€- no Porto

Ver fotos e detalhes do "Renault", em:
http://invictacidade.blogs.sapo.pt/
C os m cumprts e votos de um Feliz Natal
Francisco Laranjeira
228320637
Prelada-Porto
....

 
At quinta dez 13, 04:20:00 da tarde, Blogger murphy V. said...

Caro Rogério Pereira,

vejo as questões no mesmo plano. O que confronta, é o critério de visibilidade que os media atribuem a um caso e ao outro, no âmbito de soldariedade entre regiões.

 
At segunda dez 17, 06:56:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

E o Porto canudo? Dilui o PIB pele chamada região norte porque lhe interessa. Basta de hipocrisia e os regionalistas que tirem as palas.

 

Enviar um comentário

<< Home