quinta-feira, janeiro 03, 2013

ÍNDICE CONCELHIO DE QUALIDADE DE VIDA

Vive num dos concelhos com melhor qualidade de vida?

Sem surpresa, os concelhos do interior estão no fundo da lista do estudo desenvolvido pela Universidade da Beira Interior.

Lisboa, Porto e Albufeira lideram o indicador concelhio de desenvolvimento económico e social. O estudo, desenvolvido pela Universidade da Beira Interior, reforça a ideia de que o país não anda todo à mesma velocidade.

Os 30 municípios que ocupam os últimos lugares estão essencialmente em áreas rurais e a maioria pertence ao Norte do país, seguindo-se a região Centro. São concelhos envelhecidos, onde o principal sector de atividade é a economia social, como disse à Renascença o coordenador do estudo José Pires Manso.

Neste grupo de municípios com pior qualidade de vida estão Celorico de Basto, Baião, Miranda do Corvo e Castelo de Paiva.

No grupo dos primeiros 30 classificados, o Algarve é a região que coloca mais municípios, numa lista liderada pela capital. “Os municípios mais desenvolvidos são os mais jovens e onde há mais emprego, designadamente Lisboa, Porto, Oeiras e Albufeira”, elencou.

Para José Pires Manso o país anda a três velocidades: “Uma para os municípios do litoral, entre Setúbal e Braga, com mais alguns concelhos do Algarve; e uma outra, mais lenta, para o Interior; a hipótese de uma terceira velocidade é sobretudo para os concelhos mais urbanos associados a cidades de média dimensão com desenvolvimentos intermédios”.

O indicador concelhio de desenvolvimento económico e social já vai na terceira edição.

Lista dos 30 primeiros classificados e pontuação no índice:

1.º Lisboa: 128,635;
2.º Porto: 90,726;
3.º Albufeira: 84,482;
4.º Funchal: 62,224;
5.º Coimbra: 60,844;
6.º Marvão: 60,583;
7.º Constância: 59,961;
8.º Cascais: 59,544;
9.º Loulé: 58,838;
10.º Oeiras: 57,967;
11.º Vimioso: 56,409;
12.º Vila do Bispo: 56,231;
13.º Portimão: 56,153;
14.º Lagos: 55,586;
15.º Sines: 54,255;
16.º Alter do Chão: 54,217;
17.º Barrancos: 53,024;
18.º Santa Cruz das Flores: 52,515;
19.º Tavira: 52,404;
20.º Faro: 51,834;
21.º Aljezur: 51,833;
22.º Castro Marim: 51,368;
23.º Vila Real de Santo António: 51,205;
24.º Castro Verde: 50,114;
25.º Lagoa: 50,063;
26.º São João da Madeira: 50,056;
27.º Castelo de Vide: 49,149;
28.º Pedrógão Grande: 49,014;
29.º Góis: 48,960;
30.º Ponta Delgada: 48,355.

Lista dos últimos 30 classificados e pontuação no índice:

279.º Vila Pouca de Aguiar: 23,629;
280.º Gondomar: 23,522;
281.º Amarante: 23,438;
282.º Carrazeda de Ansiães: 23,383;
283.º Ribeira Brava: 23,374;
284.º Amares: 23,236;
285.º Valpaços: 23,181;
286.º Castro Daire: 22,940;
287.º Póvoa de Lanhoso: 22,893;
288.º Santa Marta de Penaguião: 22,672;
289.º Ribeira Grande: 22,594;
290.º Soure: 22,479; 291.º Moita: 22,473;
292.º Trofa: 22,461;
293.º Cinfães: 22,134;
294.º Paredes: 22,078;
295.º Vila Verde: 21,774;
296.º Marco de Canaveses: 21,691;
297.º Vizela: 21,678;
298.º Penalva do Castelo: 21,413;
299.º Ponte da Barca: 21,342;
300.º Lousada: 20,423;
301.º Vila Franca do Campo: 20,383;
302.º Sátão: 20,091;
303.º Castelo de Paiva: 19,985;
304.º Miranda do Corvo: 19,624;
305.º Baião: 19,580;
306.º Celorico de Basto: 18,344;
307.º Nordeste: 17,447;
308.º Câmara de Lobos: 14,500.

Etiquetas:

4 Opiniões

At sexta jan 04, 02:06:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

V.N Gaia, o meu município, afinal nem nos 30 melhores consta.

Não faz parte do top 30 da qualidade de vida, mas, em contrapartida, é o município campeão nacional dos desempregados e é o vice-campeão em dívida pública.

 
At sexta jan 04, 04:33:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Douro, Trás-os-Montes e Alto Minho/Minho interior sempre na cauda...para quando esforços reais para melhorar estas zonas?

 
At sexta jan 04, 04:48:00 da tarde, Blogger Antonio Almeida Felizes said...

Caro Anónimo,

Com o modelo politico/administrativo vigente, os índices de desenvolvimento continuarão a degradar-se para os municípios fora de Lisboa e do litoral.

Cabe às pessoas afetadas inverterem esta situação.

Cps.

 
At segunda jan 07, 04:03:00 da manhã, Blogger al cardoso said...

Constacto com algum agrado, que o meu municipio de Fornos de Algodres, nao se encontra entre os 30 primeiros, mas tambem nao esta nos 30 ultimos, do mal o menos!

Vi um dos mais pequenos (Barrancos) nos trinta primeiros e tambem tristemente, vi Satao e Penalva do Castelo nos ultimos, coisa que me nao agradou!

No entanto como dizia o Einstein:
"tudo e relativo!

Um abraco regionalista e um optimo 2013.

 

Enviar um comentário

<< Home