quarta-feira, julho 10, 2013

EXPORTAÇÕES COM DESEMPENHO POSITIVO

Exportações sobem 5,6% em maio, importações caem 3,2%

As exportações mantiveram uma tendência de subida em maio, com uma variação homóloga de 5,6%, embora de uma forma mais ténue do que em abril (quando dispararam 16,8%), segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

As estatísticas do comércio internacional do INE, hoje divulgadas, apontam ainda para uma redução de 3,2% das importações face a maio de 2012.

É possível verificar que as importações foram penalizadas sobretudo pela diminuição do comércio extra-comunitário, que caiu 8,0% (depois de ter subido 19,4% em abril) e que se ficou a dever "essencialmente à redução verificada nos combustíveis minerais".

Na comparação mensal, as exportações aumentaram 3,5% relativamente a abril, enquanto as importações subiram 0,8%.

Já em termos trimestrais, entre abril e maio, as exportações de bens aumentaram 5,7% e as importações diminuíram 1,6% face ao período homólogo, permitindo reduzir o défice da balança comercial em 910,2 milhões de euros.

O INE destaca, em termos de evolução trimestral, ao nível das grandes categorias económicas, o "acentuado aumento verificado nas exportações de combustíveis e lubrificantes (51,4%)".

Os produtos alimentares e bebidas e os bens de consumo também aumentaram (7,4% e 7,2%, respetivamente), enquanto as exportações de material de transporte e acessórios registaram uma diminuição de 8,3%, em particular os automóveis para transporte de passageiros (-16%).

Nas importações, em igual período, as maiores diminuições foram registadas nos combustíveis e lubrificantes (-5,8%) e nas máquinas e outros bens de capital (-3,4%)


@ Lusa

Etiquetas:

1 Opiniões

At sexta jul 26, 01:02:00 da manhã, Blogger Murphy V. said...

Estes números são a melhor demonstração dos "dois países" que existem em Portugal:

O "Portugal que vive à mesa do Orçamento de Estado" - que tenta resistir á mudança de paradigma, mas que continua a ter do seu lado a comunicação social e a "elite bem pensante" da capital – e o “outro País”, aquele que não aparece nos telejornais e nas manchetes...
http://jornalismoassim.blogspot.pt/2013/05/do-portugal-silencioso.html

 

Enviar um comentário

<< Home