terça-feira, fevereiro 18, 2014

17 MILHÕES DO ON.2 APROVADOS PARA PROJETOS A NORTE


O ON.2 - O Novo Norte, Programa Operacional Regional do Norte, aprovou um investimento de 17 milhões de euros em 26 projetos de requalificação de Património Cultural, com um cofinanciamento FEDER de mais de 13 milhões de euros.

De acordo com o comunicado da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) agora divulgado, entre os investimentos a apoiar pelo ON-2, está a obra do arquiteto Siza Vieira, a Casa de Chá da Boa Nova (quase 577 mil euros), em Matosinhos, concelho que também receberá cerca de 188 mil euros para a recuperação e reabilitação da Ponte Medieval de D. Goimil.

"As intervenções em causa, no valor de mais de 17 milhões de euros - com um cofinanciamento FEDER superior a 13 milhões de euros -, dizem respeito, na maioria dos casos, à conservação, restauro e reabilitação de património classificado e, também, a centros interpretativos", refere o mesmo comunicado.

O concelho do Porto é aquele que, de entre os 26 projetos receberá apoio para o maior número, quatro, sendo eles a Casa das Artes e Casa Allen (768 mil euros), as peças de património do Palácio da Bolsa (301 mil euros), "Cidade em Transição" (189 mil euros), "Viagens com Alma no Douro - A Via para Novos Mundos" (287 mil euros).

Um projeto da Direção Regional de Cultura do Norte recebe cerca de 1,5 milhões de euros para um programa de dinamização do património religioso medieval intitulado "Entre o Sagrado e o Profano".


A reabilitação do conjunto edificado do Parque Urbano do Paço da Giela, Arcos de Valdevez (1,4 milhões de euros), o Centro Interpretativo de Memórias da Misericórdia de Vila do Conde (dois milhões de euros), a Igreja de São Pedro, Amarante (758 mil euros), o Centro Interpretativo da Maria da Fonte, Póvoa de Lanhoso (1,5 milhões de euros), o Centro Interpretativo das Memórias da Misericórdia de Braga (4,2 milhões de euros) ou a valorização e dinamização do Centro Cultural Solar dos Condes de Vinhais (275 mil euros) são alguns dos outros projetos que viram aprovada a sua candidatura ao cofinanciamento do ON.2.  

@Lusa 

Etiquetas: