terça-feira, março 04, 2014

"20 razões para deixar tudo e ir até Portugal"

O site espanhol da Condé Nast Traveler acaba de revelar 20 razões para "largar tudo e ir até Portugal". Desde as praias, ao vinho, aos doces, a cidades como Lisboa e Porto, “Portugal é igual a Espanha, mas melhor”, garante a autora do artigo.

“Do Norte ao Algarve, a passar pelas ilhas, há sempre uma praia portuguesa daquelas que se pensavam que já não existiam no continente europeu pronta para se tornar uma das suas preferidas”, pode ler-se no artigo da revista que elege as praias como o principal motivo para viajar para Portugal.

Para além das praias, também a proximidade a Espanha é uma boa razão já que Portugal está a “um passo” num “máximo de uma hora e meia de avião”.

“O Porto é roupa estendida, francesinhas, as caves de Vila Nova de Gaia, a livraria que parece tirada de um conto de fadas”, são algumas das razões para que a cidade invicta esteja também ela presente no artigo de uma das mais prestigiadas revistas de viagens do mundo.

Lisboa: "Uma luz branca incrível"

Raquel Piñeiro, autora do artigo, menciona também a capital lisboeta que “tem sempre o mar no horizonte e uma luz branca incrível que a transforma na cidade mais bonita da Península Ibérica”.

A gastronomia também merece destaque. O “magnífico café” que “até no bar mais humilde é maravilhoso”, o “vinho do Porto e da Madeira conhecidos por todo o mundo”, “as entradas mais saborosas”, “as diferentes maneiras de cozinhar um delicioso bacalhau” e os famosos pastéis de Belém fazem as delicias da autora.

“Desde os azulejos (elemento decorativo que já é um símbolo nacional) de uma igreja em Braga à Casa de Chá de Matosinhos, de Siza Vieira, passando pela Casa da Música ao estilo manuelino do Mosteiro da Batalha, os edifícios portugueses exibem um estilo próprio inconfundível”, elogia o artigo que elege a arquitetura como o oitavo motivo para ficar em Portugal.

A autora revela ainda que “é um ótimo local para fazer todo o tipo de compras” pois são praticados “preços acessíveis para o bolso médio espanhol”.

“Há situações em que o tempo parece ter parado, como quando se vê os pescadores a chegar ao porto e a vender ali mesmo a sua mercadoria, ou um produto que se encontra nas principais ruas da cidade e que ainda não está nas grandes cadeias de lojas”, explica Raquel Piñeiro que considera Portugal um “lugar exótico para descobrir”.

Já, os arquipélagos da Madeira e dos Açores são dois grandes motivos para deixar os portugueses orgulhosos pois oferecem uma paisagem “brilhante, colheitas que nascem de rochas vulcânicas, praias onde é sempre primavera, vestígios da época dos Descobrimentos e uma natureza que tanto tem forma de flor exótica como de uma baleia a mergulhar diante dos nossos olhos”.

"Vão cumprimentá-lo pelo nome e com um sorriso"

A juntar-se à beleza das praias, o artigo destaca ainda “o vento e as ondas do vasto litoral português que é ideal para praticar surf, kite surf, windsurf” num “oceano considerado a diversão dos mais corajosos”.

Na lista dos 20 motivos para visitar Portugal encontram-se também a tradição, o fado, a elegância e simplicidade das pousadas e dos hotéis portugueses.

“Se se for dois dias seguidos ao mesmo bar, ao terceiro dia vão cumprimentá-lo pelo nome e com um sorriso. Já não me lembro do tempo em que isso aconteceu em outra parte do mundo, e em alguns lugares nunca aconteceu. Gestos como estes são o tipo de promoção turística que nos conquista para sempre”, conclui Raquel Piñeiro.

Clique AQUI para ler o artigo orginal (em espanhol).

Etiquetas: ,