segunda-feira, junho 09, 2014

CONTRA O "ENCERRAMENTO DO INTERIOR" DO PAÍS


Presidentes de dez juntas de freguesias "barricados" contra encerramento do Interior

Contra o "encerramento do Interior" do país, dez dos 21 presidentes das juntas de freguesia da Covilhã estão, esta segunda-feira, "barricados no interior". A expressão é dos autarcas que decidiram encerrar as sedes em protesto contra o Governo.

Estão a encerrar o Interior, a barricar-nos e, por isso nós também estamos barricados", explicou Pedro Leitão, presidente da União de freguesias Cantar Galo e Vila do Carvalho e porta-voz do protesto.

"Hoje são as escolas, depois vão ser os CTT e depois as extensões de saúde", acrescentou o autarca.

O protesto acontece no dia em que o Ministro da Educação, Nuno Crato, deverá ir à Universidade da Covilhã, onde os autarcas vão concentrar-se às 14 horas.

"Queremos dizer ao Sr. Ministro que não é nenhum Prémio Nobel para estar a decidir por nós e que não faça a política a partir da sua cabeça", afirmou Pedro Leitão.

Nas sedes das dez juntas de freguesia, onde esta segunda feira só é possível tratar assuntos de "extrema urgência", estão afixadas tarjas onde se lê "Fechados no Interior".

O mesmo acontece nas dez escolas que estão em risco de encerrar.

As restantes juntas de freguesias do concelho da Covilhã "estão solidárias", garantiu ao JN Pedro Leitão.


@ JN

Etiquetas: