sábado, junho 28, 2014

PRODUTORES DO DOURO, UNIDOS PELO TUA, ESCREVEM CARTA À UNESCO

Quinze dos principais produtores de vinho da região do Douro juntaram-se para pedir à UNESCO a suspensão imediata das obras da barragem da foz do Tua.

Há risco de "danos irreversíveis" para o Vale do Tua, afirmam 15 dos principais produtores de vinho da região do Douro numa carta enviada à UNESCO para pedir "a suspensão imediata das obras" na foz do rio.

Unidos pela causa do Douro e do vinho do Porto, os produtores expressam "profundo desacordo com a construção da barragem", que será a 15ª hidroelétrica portuguesa construída na bacia hidrográfica do Douro.

Parte integrante do Alto Douro Vinhateiro, Património da Humanidade desde 2011, o Vale do Tua juntou A Quinta dos Murças (Esporão), Muxagat, Douro Boys (Quinta do Crasto, Quinta do Vallado, Niepoort, Vale Dona Maria, Quinta do Vale Meão), Ramos Pinto, Vinhos Conceito, Quinta do Pessegueiro, Tavadouro Vinhos, Sociedade Agrícola Vale do Tua, Quinta do Monte Xisto, Quinta do Noval e Quinta da Romaneira numa mesma carta, que vem juntar-se à campanha "Salvar o Tua, Proteger o Douro".

Para este grupo de produtores, a região produz vinhos com uma identidade "muito própria" que ficará ameaçada pela construção da barragem.

McNamara e um vinho pela causa

"Não há uso que justifique esta construção, que apenas vai aumentar os níveis de humidade e, por consequência, a ocorrência de doenças nas vinhas", afirmam os produtores na missiva, onde formulam também um alerta: a paisagem do Douro é "uma das principais ferramentas de divulgação da região e dos seus vinhos" e "as barragens estão a transformar negativamente a paisagem da região".

A causa do Tua conta com o apoio de outras figuras públicas como o surfista norte-americano Garrett McNamara, famoso por ter cavalgado uma onda gigante na Nazaré, e vários nomes da música portuguesa, que também criaram um hino oficial para esta campanha.

Até já há um vinho em defesa do Tua, lançado pela Herdade do Esporão, um dos subscritores da carta agora enviada à UNESCO, que decidiu criar uma edição especial do Assobio DOC Douro Tinto 2011 e fazer reverter todas as receitas a favor da causa "Salvar o Tua, Proteger o Douro".


A campanha, liderada pela plataforma Salvar o Tua , pretende sensibilizar a comunidade nacional e internacional para as consequências da construção da barragem hidroelétrica da Foz do Tua, salientando o risco de destruição do Vale e da sua linha de ferro centenária, parte integrante do Alto Douro Vinhateiro, classificado pela UNESCO como património da Humanidade.

@ expresso

Etiquetas: ,