segunda-feira, julho 07, 2014

HOTEL INTERCONTINENTAL PORTO SOMA DISTINÇÕES

InterContinental Porto eleito um dos melhores hotéis do mundo


O Hotel InterContinental Porto, localizado em pleno coração da baixa do Porto, acaba de ser distinguido por uma das mais reconhecidas e solicitadas agências de viagens do mundo, a Expedia. Em causa estão os prémios anuais Expedia Insider’s Select 2014, uma seleção das melhores unidades hoteleiras internacionais com base na experiência dos clientes da agência norte-americana. O InterContinental Porto é um dos hotéis premiados.

Mais de 290 mil hotéis e resorts internacionais foram avaliados pelos clientes que viajaram através da Expedia, mas apenas 650 foram reconhecidos como tendo um serviço de excelência pelas mais de 2 milhões de classificações. Para ficarem habilitados a este prémio, os hotéis devem ter um número mínimo de noites reservadas e de avaliações de clientes, além de uma classificação mínima de clientes de 4,7 em 5 estrelas.

O Hotel do Palácio das Cardosas passou com distinção nesta prova, motivo que orgulha toda a equipa do hotel. Eric Viale, diretor geral do InterContinental Porto, afirma: “Estamos muito satisfeitos por termos sido incluídos no ranking deste ano da Expedia Insider’s Select. 

O nosso objetivo é promover a melhor experiência possível a todos os visitantes oferecendo um serviço de elevada qualidade, que garanta o nível máximo de satisfação dos nossos hóspedes”.

Os hotéis incluídos na lista Insider’s Select representam o melhor dentro do melhor aos olhos dos viajantes da Expedia”, garante John Morrey, vice-presidente e diretor geral da Expedia. “Esta lista reconhece hotéis que revelam um trabalho contínuo na procura de valores de excelência que, na maioria das vezes, ultrapassam as próprias expectativas dos clientes.”


Esta é mais uma importante distinção para o primeiro hotel de luxo do centro histórico da cidade do Porto, que reforça o posicionamento de excelência em todos os seus serviços. 

Recorde-se ainda que no início deste ano, o InterContinental Porto foi o grande vencedor da gala anual Star Hotel Awards, promovida pelo InterContinental Hotel Group (IHG) para homenagear os melhores hotéis do grupo na Europa. A unidade do Porto conquistou três das mais ambicionadas categorias: Torchbearer, Great Hotel Guests Love e Best Sales Contribution.

.

Etiquetas: ,

quinta-feira, julho 03, 2014

NORTE: CONJUNTURA 1.º TRIMESTRE 2014

  • No 1º trimestre de 2014, o PIB português aumentou 1,3%, em volume, face ao período homólogo do ano passado, confirmando assim a inversão de tendência operada no final de 2013, apesar de uma ligeira desaceleração face ao registo do trimestre anterior (1,5%).
  • Após cinco anos com variações homólogas sempre negativas, o emprego regional beneficiou de uma inversão de tendência, registando, no 1º trimestre de 2014, um crescimento de 1,5% em termos homólogos, impulsionado sobretudo pelas indústrias transformadoras.
  • A taxa de desemprego voltou a descer, tal como nos três trimestres anteriores, fixando-se em 15,8%.
  • As exportações de mercadorias da Região do Norte sofreram uma desaceleração, mas mantiveram uma evolução positiva, com um crescimento nominal de 4,8% no 1º trimestre de 2014 (que compara com 6,9% no trimestre anterior).
  • O crescimento das exportações regionais no 1º trimestre foi impulsionado sobretudo pelas vendas de produtos tradicionais, como o vestuário, o mobiliário e o calçado.
  • Os níveis de incumprimento bancário das empresas e das famílias da Região do Norte voltaram a subir no 1º trimestre de 2014, enquanto o financiamento bancário à economia continuou a reduzir-se.
  • A Região do Norte convive com valores negativos de inflação desde Agosto de 2013. No 1º trimestre de 2014, os preços no consumidor desceram 0,5% face ao trimestre homólogo do ano anterior.
  • No final do 1º trimestre de 2014, a despesa pública validada relativa a operações do QREN na Região do Norte ascendia a 8185 milhões de euros (+24,3% do no final do trimestre homólogo de 2013).

@  NC - CCDR-N
.

Etiquetas:

terça-feira, julho 01, 2014

O PORTO AINDA É A SEGUNDA CIDADE DO PAÍS ?


O Porto ainda é a segunda cidade do país? No 'ranking' das exportações é a 11.ª

A visibilidade do município também é um indicador importante e há mais vida para lá dos rankings, dizem os especialistas


Lisboa, Palmela e Famalicão são os três municípios mais exportadores do país, indicam os dados do Instituto Nacional de Estatística relativos a 2013, onde o Porto aparece no 11.º lugar do ranking nacional, talvez longe do que seria de esperar de um concelho que conquistou o estatuto de segunda cidade do país.

Ou talvez não, porque "o estatuto de uma cidade não se mede apenas pela sua capacidade exportadora. Mede-se pela dinâmica económica global, pela notoriedade internacional, pela atratividade turística, pela capacidade de determinar tendências, pela produção cultural, pela qualidade de instituições de ensino, pela pujança das suas instituições mais representativas, pela produção de know how, pela autonomia de decisão da sua população, entre muitos outros fatores", sublinha, Nuno de Sousa Pereira, Dean da Porto Business School.

Na frieza dos números das exportações portuguesas, Lisboa aparece isolada no primeiro lugar, com 7,4 mil milhões de euros, seguida de Palmela (1,9 mil milhões) e Famalicão (1,6 mil milhões), enquanto o Porto surge no 11.º lugar, com um contributo de 1,07 mil milhões de euros para as vendas portuguesas ao exterior, entre Santa Maria da Feira (1,1 mil milhões) e Braga (755 milhões).



Visibilidade é fundamental

Em população, a capital do Norte também já cedeu o segundo lugar. Os últimos censos do INE, em 2011, deixaram a nu os efeitos da perda de 9,7% dos habitantes desde 2001: O Porto tem, agora, 237 mil habitantes, contra os 547 mil de Lisboa, 377 mil de Sintra ou os 302 mil da vizinho Vila Nova de Gaia.

"A escala demográfica do município é pequena, mas a visibilidade nacional e internacional é determinante como marcador de estatuto e o Porto tem muitas referências de peso", de Serralves, à Casa da Música, Futebol Clube do Porto ou nomes como Manoel de Oliveira e Rosa Mota, sublinha o geógrafo Álvaro Domingues, professor da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto. " E tem dois prémios Pritzker (os arquitetos Álvaro Siza e Souto Moura), o que será um caso único no mundo", acrescenta.

"É evidente que o Porto é a segunda cidade do país", sustenta Nuno Botelho, presidente da Associação Comercial do Porto (ACP), que contesta uma leitura linear do ranking das exportações nacionais, uma vez que o critério para medir as exportações está diretamente ligado à localização da sede das empresas, "o que permite a Lisboa aparecer a liderar este ranking".


(...)

.

Etiquetas: