quinta-feira, janeiro 29, 2015

Injustiças do centralismo...!

Saúde - Mais de metade do financiamento extraordinário foi para Lisboa

Dos 2603 milhões de euros que o Estado injetou no Serviço Nacional de Saúde entre 2012 e 2014, a região de Lisboa e Vale do Tejo usufruiu de 1490, ou seja, 50,8% do total. Naturalmente, mais do que as regiões Norte (22,6%) e Centro (15,3%) juntas, que beneficiaram de 663 milhões de euros e 450 milhões, respetivamente.


Refira-se que o Norte e o Centro têm uma população de 5.349.624 pessoas, face aos 3.383.242 de Lisboa e Vale do Tejo, o que torna o financiamento desproporcionado face à população servida. 
.

Etiquetas: ,