quinta-feira, janeiro 29, 2015

Injustiças do centralismo...!

Saúde - Mais de metade do financiamento extraordinário foi para Lisboa

Dos 2603 milhões de euros que o Estado injetou no Serviço Nacional de Saúde entre 2012 e 2014, a região de Lisboa e Vale do Tejo usufruiu de 1490, ou seja, 50,8% do total. Naturalmente, mais do que as regiões Norte (22,6%) e Centro (15,3%) juntas, que beneficiaram de 663 milhões de euros e 450 milhões, respetivamente.


Refira-se que o Norte e o Centro têm uma população de 5.349.624 pessoas, face aos 3.383.242 de Lisboa e Vale do Tejo, o que torna o financiamento desproporcionado face à população servida. 
.

Etiquetas: ,

segunda-feira, janeiro 05, 2015

"REGIONALIZAÇÃO ? VOU ESPERAR DEITADO !"


Enquanto votante derrotado, aquando do referendo para a Regionalização, tive tempo, muito tempo, para me aperceber que o tema desperta pouco interesse, ao chamado "pobo do norte".

O que se viu a partir daí, foi o aparecimento dos arrependidos. Aqueles que vociferaram contra e que anos passados vêm glosar o tema com demagogia e oportunismo. Veja-se a postura do anterior presidente. O que disse antes de eleito, e o que veio a dizer depois sobre a Regionalização.

"Portugal é Lisboa e o resto é paisagem". "Vamos organizar um passeio a Lisboa para ver o Oceanário". "Vamos a Lisboa ver o Jardim Zoológico". "Senhor Silva que tempo leva a mudar a peça no carro, conforme o orçamento que lhe pedi?" Diz o Silva "Logo que chegue de Lisboa, um dia".

Assim se foi construindo na mente nortenha a ideia da Cidade que tudo tem e até onde tudo se compra. Juntamos-nos assim ao Vaticano, Singapura, Kuwait, Djibouti, Mónaco etc. Temos uma cidade estado.

Bruxelas considerou em Junho passado "Lisboa a primeira Cidade Empreendedora Europeia 2015, um reconhecimento pelas melhores estratégias regionais de promoção do empreendedorismo e inovação. Esta foi a primeira vez que a Comissão Europeia atribuiu o prémio a uma REGIÃO".

Duma penada, Lisboa conseguiu ser para além de cidade estado, ser também, ao que sabemos oficialmente, a única REGIÃO do território.


Quanto ao autarca independente (Rui Moreira) faço votos que continue a falar até que a voz lhe doa, seja na rádio, na tv ou no correio da manhã. Não se conseguem emancipações por conversa fiada. Acredito nos povos que lutam pela defesa da sua identidade e dos seus interesses como os "taberneiros do Porto". 

Como diria o meu Presidente. REGIONALIZAÇÃO ? VOU ESPERAR DEITADO !

Etiquetas: ,