segunda-feira, agosto 04, 2008

O Primeiro de Janeiro ... continua


Tempos Novos

Tal como anunciou a ilustre directora, O PRIMEIRO DE JANEIRO está hoje nas bancas com uma nova imagem. É uma honra para mim suceder à distinta jornalista que tão dignamente soube elevar o prestígio do JANEIRO na última década. Para Nassalete Miranda, não será, certamente, um adeus, antes um até já, uma vez que vai assumir outras funções no projecto…

Aos 140 anos, é chegada a altura de mais uma mudança no nosso/vosso «PJ». Um novo visual, um novo formato adaptado aos tempos novos, às exigências e às preferências, devidamente justifi cadas e estudadas, dos nossos leitores.

A Invicta, o Norte e o País exigem O PRIMEIRO DE JANEIRO nas bancas e nos escaparates. Com um grafi smo moderno e com uma estrutura apoiada em três pilares fundamentais, tradicionais e patrimoniais – Área Metropolitana do Porto e Região Norte, Desporto (O Norte Desportivo e Modalidades) e Cultura (nacional e da região) –, vamos erguer um novo Porto de abrigo, sem nunca esquecer o que de importante vai fazendo história no resto do País.

Desta enorme vontade, dos muitos milhares de leitores e amigos, e deste rumo prometemos não desviar atenções e concentrar esforços no sentido de preservarmos, com orgulho e estoicismo, a nossa história e a nossa cultura, que se (con)funde com o progresso da cidade Invicta e de toda a região Norte.

(...)

"Primeiro Janeiro"
.

3 Opiniões

At segunda ago 04, 09:12:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

Vamos lá a ver se fica. As dúvidas são muitas e o métodos pouco ortodoxos, bem à nossa maneira, infelizmente.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 
At terça ago 05, 08:11:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Os jornais estao como qualquer outra empresa e como o pais.Despedimentos em massa de uns.Emigracao de outros.Sao os tempos novos, com medidas velhas.As inteligencias humanas parecem nao vislumbrar outras solucoes.Fazem-me lembrar os sabios que se juntaram para solucionar o problema da fome,as criancas, que de tanto debaterem o tema, chegaram a brilhante conclusao de que crianca farta de fome de farta que esta nao come.
PRC/ME

 
At quinta ago 07, 12:25:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Desde menino que sou leitor do "O Primeiro de Janeiro", que em devido tempo fez o favor de publicar algumas cartas/textos que escrevi
Com surpresa assisti a esta reviravolta, bem à moda do nosso povinho.
Sinceramente não estou a gostar do processo.
Espero, para bem de todos, que este assunto se resolva a bem, e que o jornal volte a ter a qualidade que outrora fez dele um dos melhores do país.


atributos-1.blogspot.com

 

Enviar um comentário

<< Home