terça-feira, setembro 02, 2008

PSD e a Regionalização

Congresso sobre regiões divide PSD


A recolha de 2500 assinaturas dentro do PSD para provocar um congresso no partido, que obrigasse Manuela Ferreira Leite a discutir a regionalização, não une a oposição interna à líder do partido.

Alegadamente promovida por uma união de apoiantes de Luís Filipe Menezes e Santana Lopes, a verdade é a iniciativa está a provocar o distanciamento de alguns apoiantes desta ala, como até dos mais próximos de Pedro Passos Coelho.

O JN sabe que este ex-concorrente das directas nada fará para provocar um congresso que desafie a liderança actual, menos ainda tendo como pretexto as regiões (Passos Coelho é contra a regionalização, mas propôs um referendo interno).

Já Marco António Costa, ontem numa entrevista ao JN, apontava outro tempo e outras razões para um eventual desafio: o Orçamento de Estado e a estratégia da liderança.

"JN"

1 Opiniões

At terça set 02, 05:57:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

A estratégia deste partido em relação à regionalização, mesmo na versão simplificada, mitigada e traiçoeira (em relação aos objectivos de desenvolvimento) da regionalização administrativa nunca poderá contribuir com boas soluções nem com melhores resultados.
Acredito na boa vontade das suas bases partidárias, mas as suas intervenções esbarram com a resistência do "estado-maior" que nunca teve experiência de descentralização mesmo de serviços ou de funções; daqui não pode resultar nada de positivo para a regionalização.
Portanto, é tempo perdifo.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home