terça-feira, setembro 30, 2008

Regionalização: PS pressiona PSD

Renato Sampaio desafiou a distrital do PSD a «sensibilizar a direcção nacional do seu partido»

O líder da federação do Porto do PS, Renato Sampaio, desafiou esta segunda-feira a distrital do PSD a «sensibilizar a direcção nacional do seu partido para a necessidade de concretizar a regionalização no próximo mandato», noticia a Lusa.

A líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, tem afirmado «ter sérias dúvidas» quanto às vantagens das regiões em Portugal, mas o presidente da distrital social-democrata do Porto, Marco António Costa, apoiante de Pedro Passos Coelho nas eleições internas de Maio, garantiu já que «irá defender a regionalização».

«Espero que o PSD do distrito consiga sensibilizar a direcção nacional do seu partido para que se resolva essa contradição interna e se crie o consenso necessário para a regionalização», afirmou Renato Sampaio.

O dirigente socialista, que falava à Lusa à margem da apresentação da sua moção às eleições distritais de 24 de Outubro, comentava a declaração, feita esta semana no Porto pelo constitucionalista Vital Moreira, de que a regionalização nunca será possível «sem pelo menos a não hostilidade do PSD».

Vital Moreira defendeu mesmo que, numa próxima revisão constitucional, PS e PSD eliminem a cláusula-travão que obriga à realização de um referendo para a criação das regiões, substituindo-a por outra que permita a aprovação da regionalização, no próprio Parlamento, com os votos favoráveis de dois terços dos deputados - o mesmo número exigido para a própria revisão da Constituição.

Renato Sampaio, que disputa a liderança distrital com Pedro Baptista, defendeu a criação de «um amplo movimento» que permita a regionalização na próxima legislatura mas alertou contra os que possam ostentar esta bandeira «para disfarçar o facto de não terem nada para dizer».

"IOL"

4 Opiniões

At terça set 30, 11:23:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

Gostava de poder acreditar nas intenções político-partidárias relativamente a uma estratégia de regionalização, mesmo que fosse apenas de âmbito administrativo, na linha da ausência de ambição política característica dos políticos-de-turno.
Pela experiência recente dos nossos protagonistas políticos e pela força da História, não existe ninguém que consiga congregar esforços e mobilizar as pessoas para a implementação da regionalziação, razão pela qual estes "fóruns" são importantes para que, tais protagonistas, conheçam o que se pensa de tal projecto político estruturante da sociedade portuguesa, fora das lides partidárias.
Se tiverem tal interesse, o projecto pode ser muito melhorado e melhor implementado, se o ignorarem, como se tem verificado até hoje, não é um sinal revelador de inteligência política mas do continuado jacobinismo e centralização do poder político.
Por outro lado, vindo tais iniciativas do Norte ou de uma federação partidária localizada numa região "teoricamente" reivindicativa da regionalização, sem qualquer resultado prático até hoje, não é de esperar seja o que for de positivo para a regionalização, mesmo que se comece agora a anunciar que é para a próxima legislatura.
É caso para escrever: de legislatura em legislatura até ao centralismo final (nem é preciso ter em conta a última opinião do Professor Vital Morerira sobre tal assunto; é perfeitamente desnecessária).

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 
At terça set 30, 11:40:00 da manhã, Anonymous José Castro (Boticas) said...

Aqui trancrevo o um "post" escrito pelo Anónimo pró-7RA no blog a bussola no qual se assina como "Salboerro"


Caro Anónimo,

Seria melhor, em vez de escrever sob anonimato, dizer isso mesmo ao Senhor Pinto da Costa, assim directamente, cara a cara. Ou dizes.
Só tenho muita pena que o meu clube seja frequentado por miseráveis lingrinhas que nem sequer escrever sabem nem representar as ideias por escrito.
Agora, como não têm "tema" querem virar-se para mim, a propósito do "mais que superior"; que verdadeiros "cromos" se mostraram até agora, pensando até que era adepto do FCP. Cairam na esparrela como crianças. Lembrem-se que ainda aqui está sol quando na mouraria já é noite escura; dá para perceberem?
-Oh! meninos, tenham juízo nessa caixa dos pirolitos. Virem-se para outro ladoque daqui não têm mais resposta. Era o que faltava, perder tempo e dinheiro (nem sequer querem comprar os meus canudos por 100.000€; são uns verdadeiros pelintras, para além de lingrinhas; coitadinhos).
Com os meus salburros cumprimentos aos lingro-pelintro-burros.
Salboerro (será?)

Por aqui se podem ver os intuitos desse individuo.
Alusões ao sul do país como sendo a "mouraria" demonstram a sua xenofobia.
Façam o vosso juízo a respeito deste senhor, que é representativo dos demais que tanto apregoam a regionalização.

 
At terça set 30, 11:43:00 da manhã, Anonymous José Castro (Boticas) said...

Poder-se-ão também aperceber do baixo nível desse individuo quando estala o verniz.

 
At terça set 30, 12:09:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

No melhor pano cai a nódoa, como costuma dizer o nosso povo. Mas, ao contrário do que escreve o Senhor José Castro (Boticas) nada tenho a ver com o sujeito que escreve no bússola com o "nick name" - salboerro. Por isso, nem compreendo a razão pela qual aqui aparece.
A transcrição parece-me mais um exercício de "queixinhas" do que razão objectiva para se discutir a regionalização. Como sempre, há quem esteja mais interessado em exercer a intriga como passatempo (ou profissão) do que em praticar a discussão.
È pena.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home