terça-feira, março 10, 2009

O Norte vai de mal a pior

A líder do PSD, Manuel Ferreira Leite, disse esta noite na Assembleia geral da Associação Comercial do Porto que vai lutar até onde puder para travar os grandes investimentos públicos que o Governo tem em carteira, porque “investimentos desta natureza, com a actual situação de forte endividamento do país, só serve para nos empobrecer”.

Também o presidente da Associação Comercial do Porto, Rui Moreira, se insurgiu contra a estratégia do Governo de “apostar primordialmente” no investimento público para recuperar a economia. O empresário fez um diagnóstico muito negro da crise na região Norte. “O país vai mal. O Norte vai de mal a pior”, declarou. Estava lançado o pretexto para se lançar na defesa da regionalização. “Eu sei que não gosta (M F Leite) nem de ouvir falar de regionalização. Mas compreenda que quem aqui vive já não acredita nas promessas da descentralização, nas panaceias da evolução dos poderes, nas políticas sectoriais à medida. Não, nós já não acreditamos”, disse o presidente da ACP.

via, "Público"

3 Opiniões

At terça mar 10, 12:38:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

A afirmação do Senhor Doutor Rui Moreira tem toda a justificação e oportunidade, especialmente na total falta de credibilidade das "políticas" centralizadoras e jacobinas actuais e passadas.
Mas a solução tem de assentar numa fórmula mais apurada de regionalização e que suporte estruturadamente o desenvolvimento das populações no futuro, se possível mais abrigadas das consequências de qualquer que venha a ocorrer.
Essa solução só poderá basear-se na regionalização autonómica (7 Regiões Autónomas) e fico alarmado como é que um partido qualquer não consegue descortinar no seu pensamento político a oportunidade que a regionalização autonómica como projecto político estrutural lhe dá de ganhar as eleições (qualquer delas), desde que concebida e implementada para seguir altos desígnios nacionais de desenvolvimento, em todas as vertentes enumeráveis, e dinamizada por novos protagonistas políticos.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 
At terça mar 10, 09:50:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

A Manuela Ferreira Leite não percebe nada de nada. Ela não sabe o que fazer nem o que dizer e por isso diz coisas à sorte só para dizer que não está calada. Enfim...

Quem critica o investimento público em épocas de crise não conhece a História. Se as empresas não investem, quem é que pode investir? O Estado. Foi assim que os EUA sairam da crise em 1929, graças a um forte investimento público e, entre outras coisas, a um enorme projecto de OBRAS PÚBLICAS. O investimento público gera emprego, riqueza, consequente aumento do consumo e aumento das receitas dos impostos. Só não percebe isto quem não quer.

 
At quarta mar 11, 06:52:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Pois, pois.
Quem tem dinheiro, investe e gera riqueza.
Quem não tem dinheiro, vai pedir emprestado para investir, dar emprego aos ucranianos e depois tem que pagar a dívida. Gerou emprego e riqueza? Onde? Para quem?
Não concordem com a Senhora, mas não mintam.
Não se enganem a vós próprios.
O Grande timoneiro vai investir.
Depois os nossos filhos e netos vão pagar.
Páre, escute, olhe.... para não ser trucidado...

 

Enviar um comentário

<< Home