quarta-feira, março 11, 2009

Os desafios do Norte nos Olhares Cruzados do Porto

Ciclo de Conferências

A VI edição do ciclo Olhares Cruzados sobre o Porto, uma iniciativa do PÚBLICO e do Centro Regional do Porto da Universidade Católica, vai debater em quatro sessões a decorrer este mês e em Abril alguns dos desafios com os quais se confronta o futuro da cidade e da região. Mantendo o modelo que contempla uma apresentação por uma personalidade com pensamento reflectido sobre um tema e o seu debate através de dois oradores.

A primeira conferência tem como propósito a discussão sobre As dinâmicas da sociedade civil no Porto. A apresentação será do jornalista Germano Silva e o debate será animado por D. Manuel Clemente, bispo do Porto, e por João Teixeira Lopes, dirigente do BE. Esta sessão está marcada para as 21h30 do próximo dia 16, na Universidade Católica, e será moderada pelo professor universitário Américo Carvalho Mendes.

O Porto e o Mundo é o lema da segunda sessão, a decorrer no dia 25 de Março. A apresentação estará a cargo de Rui Moreira, presidente da Associação Comercial do Porto, e o debate será feito por Diogo Vasconcelos, director internacional da multinacional Cisco, e por João Fernandes, director artístico da Fundação de Serralves. A moderação será feita por Manuel Carvalho, director adjunto do PÚBLICO.

A 16 de Abril, serão discutidos os papéis e as dinâmicas das Novas elites nortenhas. A apresentação será feita por Gaspar Martins Pereira, catedrático de História Contemporânea da UP, e o debate caberá a Carlos Abreu Amorim e Francisco Assis. A sessão será moderada por Ferreira da Silva, administrador do BPI.

A última sessão desta edição dos Olhares Cruzados vai debater o tema da regionalização. O tema será apresentado por António Figueiredo. Nogueira Leite e Luís Valente de Oliveira serão os oradores. Ao contrário das anteriores, esta sessão ocorrerá no Palácio da Bolsa, a 23 de Abril.

2 Opiniões

At quarta mar 11, 01:30:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

Sejam os "habitués" muito felizes nessas tertúlias de entretenimento, sem soluções à vista para uma verdadeira política de regionalização com descentralização de verdadeira competências, as políticas e nunca as administrativas.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 
At domingo abr 19, 10:52:00 da tarde, Anonymous JR said...

Ideias principais a reter da intervenção de Carlos Abreu Amorim no debate de 16 Abril...

1. Não há elites Nortenhas.
2. Não é necessário criar espaços públicos de discussão no Porto.
3. Dada a falta de oportunidades no Porto, mais vale irmos todos para Lisboa...

Aproveito para demonstrar a minha satisfação pelas ideias do Francisco Assis, embora não partilhe da sua ideologia política.
É de mais pessoas com posturas destas que precisamos para avançar...

 

Enviar um comentário

<< Home