sábado, junho 27, 2009

Ainda o QREN e o desvio de verbas para Lisboa

Governo diz que críticas de Rio "não têm suporte na realidade"

O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, Rui Baleiras, afirmou, à Lusa, que as acusações efectuadas por Rui Rio "não têm qualquer suporte na realidade".

O governante explicou que os chamados efeitos de difusão nestes programas correspondem às aquisições de produtos ou serviços tecnológicos efectuadas pelas entidades subsidiadas a empresas de outras zonas do país. "O que pretende o dr. Rui Rio? Quer limitar a liberdade de escolha de fornecedores de serviços de tecnologia às empresas do Norte? Isso é um perfeito disparate, do ponto de vista económico", acusou.

Rui Baleiras frisou que esta excepção foi sugerida pela própria Comissão Europeia e está consagrada numa decisão do colégio de comissários.

"Penso que este tipo de afirmações, que me surpreendem por virem de uma pessoa que tenho por rigorosa nestas questões, só podem ter justificação no facto de Rui Rio pretender afirmar a sua liderança na Junta Metropolitana do Porto, agitando a bandeira do regionalismo", sublinhou.

Rui Baleiras reiterou estar surpreendido com as acusações. "Basta ler o boletim trimestral do QREN, onde está claramente descrita a aplicação do efeito de difusão, que valia, em 31 Março, 2,2 do Programa Operacional Factores de Competitividade e 0,1 por cento do Programa Operacional Potencial Humano", disse.

"É ridícula qualquer comparação destas verbas com os 11 mil milhões de euros que correspondem a cerca de metade do QREN", insistiu Rui Baleiras.

|JN|