segunda-feira, agosto 10, 2009

«O pior que Portugal tem hoje é o centralismo»

Na despedida da Câmara de Ponte de Lima, Daniel Campelo sai em defesa da regionalização

Daniel Campelo, presidente da Câmara de Ponte de Lima, defende que o «combate mais importante que o País tem pela frente é o de criar regiões administrativas com operacionalização e eficácia».

Após 16 anos à frente da autarquia, Daniel Campelo diz o adeus à vida política, mas promete continuar no «serviço à comunidade e à causa pública». Em entrevista ao «Jornal de Notícias» (JN), publicada esta segunda-feira, Daniel Campelo defende a regionalização.

«O pior que Portugal tem hoje é o centralismo, não só no aspecto político como ao nível das empresas. Tudo isto está centralizado num pequeno espaço, o que impede o desenvolvimento global do país», disse Daniel Campelo ao JN, acrescentando que «o maior desafio que o país tem pela frente é o da criação das regiões administrativas».

«Estou disponível para esse combate. Eu sempre acreditei nisso», sublinhou.

|TVI 24|

2 Opiniões

At segunda ago 10, 08:36:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

É sempre salutar que municipalistas venham a terreiro defender a regionalização. Contudo, deverão ter a coragem para ir mais além nas soluções, por forma a mantermo-nos dentro dos tempos e preararmo-nos permanentemente para encarar o futuro, em termos de desenvolvimento.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 
At segunda ago 10, 10:16:00 da tarde, Anonymous Paulo Rocha said...

Não sei se será o pior de Portugal, mas que tá lá muito perto, isso está.

 

Enviar um comentário

<< Home