domingo, outubro 03, 2010

Portugal - um país unidireccional



Portugal é um país de sentido único e este encaminha-nos para Lisboa. Lisboa é o local de convergência.

O país que hoje temos resulta nisto. Lisboa absorve a classe política (de relevo), as elites de cada profissão, os fundos comunitários, as instituições públicas e as privadas, – por arrasto.
Isto significa mais ou menos que, para ter sucesso neste país, quem não está, deve estar em Lisboa. 



Enviado por um Anonimo

1 Opiniões

At domingo out 03, 03:34:00 da tarde, Anonymous ravara said...

Concordo; isto vai há muito em sentido único, em trangressão umas vezes por excesso, foi o caso do Monstro criado pelo sr Cavaco e pelo seu ministro Cadilhe, outra vezes por defeito, como é o caso dos bens nacionais que não entram nos Hipers dos multimilionários do import/import, da quinquilharia, da escravatura chinesa. Assim já nos fizeram bater contra a parede, a nós os trabalhadores porque os capitalistas e politiqueiros não correm risco são eles que, se o não provocam procuram tirar vantagem dele no seu interesse egoista e ganancioso. Se e quando a gente de bem, recuperar os sentidos, se deixar levar no mesmo sentido sem nada fazer para tal obtar, então é porque merecemos o trato que nos dão.

Francamente não entendo é porque um homem ou mulher se há-de acobardar no anonimato se ao falar diz a verdade,como é o caso do autor deste post.

Eu não sou cobarde, por isso digo o que faria; aos multimilionários do import/import apontava-lhes dois destinos à escolha; o paraíso de onde importam a candonga ou o país paraíso para onde mandam o nosso dinheiro.

 

Enviar um comentário

<< Home