quinta-feira, novembro 25, 2010

A ASAE fechou a taberna do Zé da Graça, nos Gorjões

A ASAE fechou a taberna do Zé da Graça, nos Gorjões... Onde ficam os Gorjões, perguntarão os leitores? É um pequeno lugar, talvez 200 habitantes, na freguesia de Santa Bárbara de Nexe (4000 habitantes), em Faro. Apenas a 15 km do litoral mas vítima da desertificação e dos poderes do centralismo português.

Os 200 Gorjonenses não interessam nada ao poder central, dos deputados na Assembleia da República ao Governo. E para os Gorjonenses é um poder longe demais, fisicamente e psicologicamente, em Lisboa.

Fecharam o último estabelecimento aberto ao público nos Gorjões. Que belos copos e petiscos já lá bebi e comi! E não morri! Já tinham fechado a taberna do Alfredo e a mercearia da Olívia. Só falta mesmo fecharem os Gorjões e mandarem o pessoal para a Conchichina!

Entretanto vou a Huelva e a Sevilha e em plena cidade vou a tascas e mercearias praticamente em condições iguais às que fecharam nos Gorjões. Aqui dizem que a lei é da Europa e somos obrigados, mas ali ao lado essa lei não chegou lá?

É o triste retrato deste país. A vida dos Grjonenses e de todos os seus iguais por estes cerros do Algarve não interessa a quem manda neste país: os políticos, familiares e amigos que ocuparam o Estado, os ambientalistas de ar condicionado que pouco sabem da vida, vivência e ambiente dos Gorjões e arredores. Mas uns e outros estão bem na vida e não se preocupam com os Gorjonenses e outros que tais.

Ó povo do meu país: andas entretido com tostões e que o problema é o subsidio de desemprego, que os trabalhadores são uns malandros e mais o rendimento de inserção enquanto os galifões que se instalaram no Estado ou à sombra dele comem-te até aos ossos e chupam-nos a seguir. Acordem!

Se ao menos o poder legislador e executivo, ou pelo menos, parte dele, estivesse mais perto dos Gorjonenses, regionalizado, estes cidadãos e outros do Barrocal e da Serra do Algarve teriam mais condições para exercer a cidadania e impedir a total desertificação do interior (que começa logo a 15 km das praias).

Etiquetas:

1 Opiniões

At sexta nov 26, 01:25:00 da manhã, Blogger Antonio Almeida Felizes said...

Poucos comentários aqui, mas...muitos no Facebook

 

Enviar um comentário

<< Home