quarta-feira, novembro 17, 2010

Douro - Enoturismo premiado no Best of Wine Tourism 2011

O Best of Wine Tourism 2011, que põe em competição a melhor oferta turística das regiões vinhateiras a nível internacional, distinguiu três projectos de alojamento e gastronomia do Douro: a Quinta da Avessada, em Alijó, na categoria “Inovação e Novas Experiências”, a Quinta do Pégo, em Tabuaço, na categoria de Alojamento, e o Restaurante DOC, em Armamar, como Restaurante Vínico.

O concurso, que fomenta e dá a conhecer a excelência no enoturismo, é promovido pela Great Wine Capitals Global Network, rede que agrupa as nove cidades e regiões vinhateiras mais importantes do mundo: Bordéus (França), Bilbau-Rioja (Espanha), Cidade do Cabo (África do Sul), Christchurch (Nova Zelândia), Florença (Itália), Mendoza (Argentina), Mainz-Rheinhessen (Alemanha), S. Francisco-Napa Valley (EUA) e Porto. Em Portugal, o parceiro é a Câmara Municipal do Porto, que representa as regiões do Douro e dos Vinhos Verdes. Um júri internacional, que se reuniu na Nova Zelândia, escolheu os vencedores desta edição.

“Estas distinções significam uma maior responsabilidade, mas são sobretudo recompensa merecida pelo trabalho e visão dos responsáveis da Quinta da Avessada, da Quinta do Pégo e do restaurante DOC. É a oferta de qualidade que faz da região um destino cada vez mais atractivo”, considera o presidente da Turismo do Douro, António Martinho.

O prémio “Inovação e Novas Experiências” vem valorizar o projecto de Enoteca Interactiva desenvolvido no último ano pela Quinta da Avessada, em Favaios, concelho de Alijó – um museu que recorre ao multimédia, e de forma original, para aludir à história e cultura da vinha e do vinho no Alto Douro.

Situado no cais da Folgosa, entre o Pinhão e a Régua, o DOC, do chef Rui Paula (proprietário também do restaurante DOP, no Porto), foi escolhido na categoria de Restaurante Vínico. O destaque volta a confirmar a qualidade deste marco na gastronomia da região, já eleito como melhor “Novo Projecto Privado”, na 4ª Edição dos Prémios Turismo de Portugal 2008 | Projectos Turísticos de Excelência, bem como “Garfo de Ouro” do anuário “Boa Cama, Boa Mesa”, editado pelo jornal Expresso.

O Hotel Rural Quinta do Pégo nasceu da paixão do dinamarquês Karsten Sondergaard pelo Douro, onde resolveu adquirir uma propriedade. A gestão foi entregue à Porto Rozès que construiu uma unidade de luxo, com dez quartos, 30 hectares de vinha e uma piscina exterior sobranceira ao rio.

Foram ainda premiados o restaurante vínico Largo do Paço da Casa da Calçada Relais & Châteaux, em Amarante, e a Quinta da Aveleda, em Penafiel, com o prémio “Arquitectura, Parques e Jardins”.
2010-11-16 09:31

|aicep
.|

Etiquetas: