quarta-feira, maio 11, 2011

Governo e 'troika' acordam reduzir número de autarquias e freguesias.

Sem Regionalização, esta reforma não vai passar de uma mera medida economicista, contribuindo perigosamente para afastar cada vez mais os cidadãos do poder político.

A Regionalização podia trazer alguma justiça na redistribuição da riqueza e no desenvolvimento do país afastado de Lisboa ou do Porto.

Cortar freguesias e autarquias, sem a criação de regiões é uma mera operação de cosmética política.

Corre-se o riso de se fazer aqui o que se fez com escolas e centros de saúde, isolando cada vez mais as populações e contribuindo para um acentuar da desertificação do interior do país.
Até podia concordar com essa redução, mas feita por gente sábia e independente, não pelos políticos que temos.

A criação se "super-freguesias" e de "super-municípios" sem uma Regionalização, vai concerteza agradar a muitos lobbies, mas vai afastar em definitivo os cidadãos do bom governo, sem acabar com a corrupção, o compradio ou o caciquismo.

Vamos estar atentos!

por Venerando Aspra de Matos
.

Etiquetas:

1 Opiniões

At quarta mai 11, 08:37:00 da tarde, Blogger al cardoso said...

Nao poderia estar mais de acordo!

Um abraco regionalista d'Algodres.

 

Enviar um comentário

<< Home