terça-feira, novembro 01, 2011

Alcoutim: Executivo aprova moção contra extinção da freguesia do Pereiro

O executivo da câmara de Alcoutim aprovou por unanimidade, na última reunião de câmara, realizada na semana passada, uma moção contra a extinção da junta de freguesia do Pereiro.

Os responsáveis manifestam “a sua mais veemente oposição” perante esta possibilidade, segundo o estudo da ANAFRE baseado nos critérios patentes no «Documento Verde da Reforma da Administração Local».

Trata-se de uma freguesia “maioritariamente envelhecida, desertificada, empobrecida, isolada e cujo único elo de ligação entre a população e administração pública é precisamente o edifício e os serviços da junta de freguesia”, refere o executivo alcoutenejo.

Ali funcionam, acrescenta-se na moção, os serviços dos CTT, de apoio social, da extensão de saúde, tendo a junta de freguesia sido “o único motor de vida social e cultural naquela freguesia”.

A concretizar-se esta pretensão, sublinham, trata-se de uma “certidão de óbito antecipada, passada às gentes desta freguesia”.

Assim, o executivo da câmara de Alcoutim solicita ao governo, através da secretária de Estado da Administração Local, a manutenção desta freguesia, “a única atitude correta e coerente de um governo e de um país que se quer equilibrado, harmonioso e onde não haja lugar a cidadãos de primeira e segunda”.

|RS|
.

Etiquetas: ,

1 Opiniões

At sábado nov 05, 07:51:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Caros Regionalistas,
Caros Centralistas,
Caros Municipalistas,

Pelo estúpido critério da 'dimensão crítica' deveria ser a freguesia de Giões a ir à vida. Mas não, foi antes a freguesia de Pereiro, de maior dimensão física e territorial.
Anda o Orçamento de Estado a contemplar verbas orçamentais para pagar a quem parece não ter a mínima ideia do que anda a fazer, em termos da tão badalada (há anos consecutivos) e pomposamente chamada 'reforma administrativa'.

Sem mais nem menos.

Anónimo pró-7RA. (sempre com ponto final)

 

Enviar um comentário

<< Home