terça-feira, novembro 22, 2011

Bélgica: A regionalização mantém o país a funcionar ... e a crescer !

Como podem os mercados deixar a Bélgica em paz quando este país tem um défice considerável, uma dívida pública maior do que a portuguesa e, ainda por cima, está sem governo?

Entretanto os mercados abocanharam a Grécia, a Irlanda e Portugal, estão a deixar a Itália em apuros, ameaçam a Espanha e mostram-se capazes de rebaixar a França. E, mesmo assim, continuaram a não incomodar a Bélgica. Porquê?

Bem, — como explica John Lanchester num artigo da última London Review of Books — a economia belga é das que mais cresceu na zona euro nos últimos tempos, sete vezes mais do que a economia alemã. E isto apesar de estar há dezasseis meses sem governo. (Rui Tavares)

Convém então perceber o que se passa, já que, não estamos aqui perante nenhum 'case study', nem de nenhuma curiosidade política, a Bélgica, efectivamente, não tem governo central (federal) há mais de dezasseis meses, mas tem Regionalização ou seja, as regiões belgas têm governos a funcionar e a manter a econonia local e nacional a trabalhar e a desenvolver.
.

Etiquetas: