segunda-feira, julho 16, 2012

Região Autónoma dos Açores continua a dar o exemplo

Açores com saldo positivo de 2,9 milhões de euros nas contas de 2011 (Açoriano Oriental)




Região autónoma continua a manter o saldo positivo nas contas, apesar dos cortes do Estado e da UE.

A Conta da Região Autónoma dos Açores de 2011 registou um saldo global de 2,9 milhões de euros, apurando despesas de 1.256,1 milhões e receitas de 1.259 milhões de euros.

Os dados constantes do documento, a que a agência Lusa teve hoje acesso, indicam que, com exclusão das "operações extra-orçamentais"(fundo autónomos), obteve-se um saldo de 300 mil euros, correspondente a 1.006,7 milhões de euros de receita e 1.006,4 milhões de despesa.

A Conta da Região, aprovada em Conselho do Governo e entregue ao Parlamento açoriano para apreciação, revela uma realização de receita global abaixo do inicialmente previsto, a qual ficou também aquém da obtida em 2010, em 3,1%.

Indica, porém, que no ano passado as receitas correntes da administração açoriana superaram o valor das despesas correntes, atingindo os 664,3 milhões de euros, contra 600,4 milhões.

Em 2011, os impostos arrecadados na Região garantiram uma contribuição para a receita num total de 509 milhões de euros, atingindo as transferências do Estado cerca de 352 milhões.

Os financiamentos comunitários situaram-se nos 196 milhões de euros, sendo afectada 56,4% dessa receita ao plano de investimentos da Região, cuja execução representou gastos globais de 405 milhões de euros, adianta o documento.


Açoriano Oriental

Etiquetas:

6 Opiniões

At terça jul 17, 08:54:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Ora aí está algo que não é vergonha nenhuma, antes pelo contrário.
Eu diria: que não vergonha ou que desvergonha.....

 
At terça jul 17, 02:34:00 da tarde, Blogger João P. Marques Ribeiro said...

É engraçado que perante esta notícia não se ouve nem um pio dos adversários da Regionalização.

Elucidativo...

Mais uma vez, um bem-haja aos Açores!

 
At terça jul 17, 02:54:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Isto não tem nada a ver com regionalização, mas sim com boa gestão, como a Madeira tem a ver com má gestão.

 
At terça jul 17, 03:10:00 da tarde, Blogger Antonio Almeida Felizes said...

Tem a ver com boa gestão, é um facto. Todavia, tem tem muito a ver com a regionalização no sentido em que vem desmontar um dos argumentos recorrentes dos anti-regionalistas que é o do despesismo (aumento da despesa pública).

Cumprimentos,

 
At sexta jul 20, 01:49:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Há raciocínios curiosos: alguém disse aqui q a Madeira "tem má gestão...", então eu pergunto:e os sucessivos Governos deste País têm tido boa gestão, hmm !?
Cumprts
Francisco

 
At sexta jul 20, 04:14:00 da tarde, Blogger João P. Marques Ribeiro said...

A interrogação do comentário anterior é pertinente.

Parece-me bem que, dos 3 governos existentes em Portugal (o da República, o açoriano e o madeirense), o que se tem portado melhor, ao longo das últimas décadas, tem sido de longe o açoriano; quer no período de Mota Amaral, quer no de Carlos César.

 

Enviar um comentário

<< Home