sexta-feira, fevereiro 14, 2014

PORTO, PELA SEGUNDA VEZ, O MELHOR DESTINO DA EUROPA


VEJA O PORTO QUE A EUROPA VOTOU COMO O MELHOR DESTINO

Pela segunda vez, o Porto é eleito o melhor destino europeu. A ‘invicta’ derrotou os restantes 19 finalistas, entre os quais se encontrava a Madeira, que terminou no sexto posto. “Que grande Porto somos nós”, comentou o presidente da Câmara, Rui Moreira.

Com 14,8 por cento dos votos (registados eletronicamente), o Porto venceu a competição “Melhor destino europeu 2014” (EBD, na sigla internacional), organizada pela European Consumers Choice. No ano em que foram batidos “todos os recordes” de participação num evento que se afirma como “o maior de ‘e-turismo’ na Europa”, com 228.688 internautas a participarem, a ‘invicta’ recuperou o primeiro lugar que perdera, no ano passado, para Istambul (Turquia).

“Admirável a forma como a cidade se mobilizou em torno de um objetivo, contagiando o país e os turistas! Uma notável lição de cidadania e um exemplo de como é possível a união por boas razões e objetivos positivos! Que grande Porto somos nós!”, comentou o presidente da Câmara portuense, Rui Moreira, através do Facebook.

Com 14,8 por cento dos votos, o Porto terminou com uma vantagem confortável face à croata Zagreb e a austríaca Viena. No sexto posto, após Nicósia (Chipre) e Budapeste (Hungria), aparece a Madeira, o segundo destino nacional entre os 20 finalistas da EBD2014, com 6,9 por cento dos votos. Refira-se que a ‘invicta’ não pôde defender o título de 2012 porque os regulamentos determinam a exclusão do destino vencedor no ano seguinte.


“O Porto é muito mais do que a comida ou a história, até mais do que as paisagens e o maravilhoso Douro, mais do que o mar. O Porto é um destino vibrante, um destino que tem muito mais para oferecer aos viajantes. 

Houve uma competição feroz este ano, entre localizações belíssimas, mas todos concordarão que o Porto é realmente o destino que fará o maior avanço no turismo europeu, provavelmente porque nunca perdeu – e mantém – a identidade e a alma. Provavelmente, por causa do povo, do orgulho, da energia e do entusiasmo”, salientou Maximilien Lejeune, diretor de relações públicas dos EBD, citado pelo Público.

Etiquetas: