terça-feira, julho 01, 2014

O PORTO AINDA É A SEGUNDA CIDADE DO PAÍS ?


O Porto ainda é a segunda cidade do país? No 'ranking' das exportações é a 11.ª

A visibilidade do município também é um indicador importante e há mais vida para lá dos rankings, dizem os especialistas


Lisboa, Palmela e Famalicão são os três municípios mais exportadores do país, indicam os dados do Instituto Nacional de Estatística relativos a 2013, onde o Porto aparece no 11.º lugar do ranking nacional, talvez longe do que seria de esperar de um concelho que conquistou o estatuto de segunda cidade do país.

Ou talvez não, porque "o estatuto de uma cidade não se mede apenas pela sua capacidade exportadora. Mede-se pela dinâmica económica global, pela notoriedade internacional, pela atratividade turística, pela capacidade de determinar tendências, pela produção cultural, pela qualidade de instituições de ensino, pela pujança das suas instituições mais representativas, pela produção de know how, pela autonomia de decisão da sua população, entre muitos outros fatores", sublinha, Nuno de Sousa Pereira, Dean da Porto Business School.

Na frieza dos números das exportações portuguesas, Lisboa aparece isolada no primeiro lugar, com 7,4 mil milhões de euros, seguida de Palmela (1,9 mil milhões) e Famalicão (1,6 mil milhões), enquanto o Porto surge no 11.º lugar, com um contributo de 1,07 mil milhões de euros para as vendas portuguesas ao exterior, entre Santa Maria da Feira (1,1 mil milhões) e Braga (755 milhões).



Visibilidade é fundamental

Em população, a capital do Norte também já cedeu o segundo lugar. Os últimos censos do INE, em 2011, deixaram a nu os efeitos da perda de 9,7% dos habitantes desde 2001: O Porto tem, agora, 237 mil habitantes, contra os 547 mil de Lisboa, 377 mil de Sintra ou os 302 mil da vizinho Vila Nova de Gaia.

"A escala demográfica do município é pequena, mas a visibilidade nacional e internacional é determinante como marcador de estatuto e o Porto tem muitas referências de peso", de Serralves, à Casa da Música, Futebol Clube do Porto ou nomes como Manoel de Oliveira e Rosa Mota, sublinha o geógrafo Álvaro Domingues, professor da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto. " E tem dois prémios Pritzker (os arquitetos Álvaro Siza e Souto Moura), o que será um caso único no mundo", acrescenta.

"É evidente que o Porto é a segunda cidade do país", sustenta Nuno Botelho, presidente da Associação Comercial do Porto (ACP), que contesta uma leitura linear do ranking das exportações nacionais, uma vez que o critério para medir as exportações está diretamente ligado à localização da sede das empresas, "o que permite a Lisboa aparecer a liderar este ranking".


(...)

.

Etiquetas: